Fischer: questão sobre bico/narinas e conflitos entre irmãos

ROSEICOLLIS, PERSONATUS, FISCHERI, LILIANAE, NIGRIGENIS, TARANTA, CANA, PULLARIA

Moderadores: pedro376h, borllock, vitor anastacio

Fischer: questão sobre bico/narinas e conflitos entre irmãos

Mensagempor MC1 » quinta, 03/mai/2018, 23:38

Boa noite,

No final do ano passado, por questões de espaço, um amigo ofereceu-me dois Fischer (irmãos), aproximadamente com 1 ano e resultantes do casal que ele tinha em casa. Nesta partilhavam a gaiola o casal mais as 3 crias. Estavam apertados mas não existia registo de conflitos entre nenhuns.

Ele sempre me disse que não era muito entendido no assunto, uma vez que o casal que ele tinha também lhe tinha sido oferecido e por isso nunca me soube dizer com exactidão se estes dois Fischer que nasceram do casal dele e que me ofereceu, se eram machos ou fémeas. Disse-me que tinha uma ligeira sensação que o verde era macho pois era um pouco mais pequeno que o amarelo, este último uma fêmea, um pouco maior e muito mais barulhento (e de que maneira, eu bem o sei). O amarelo também costuma abrir várias vezes as duas asas tipo "avião" e levanta as penas do rabo, um comportamento que também julgo ser de fémea.

Com este propósito comprei uma gaiola das grandes para os dois terem espaço à vontade. No início, por estarem num ambiente novo para eles, estavam sempre juntos um ao outro pacificamente, com o bico um no outro, por vezes a alimentarem-se também, mas com o tempo a coisa veio a mudar.

Primeiro começou o verde a vir para a grade no chão da gaiola e não deixava o amarelo ir lá para baixo também. Ia a correr atrás do outro a ameaçar que o ia bicar. Depois a situação inverteu-se com o amarelo a ocupar a posição do verde e a fazer a mesma coisa, mas de uma forma ainda pior, sendo que nem deixava o outro ir comer sossegado pois ia atrás dele. Não existia lutas, apenas o marcar território com estas ameaças.

Quando depois um ia para o poleiro ter com o outro, esse outro fugia então para o chão e assim por diante. Inclusive à noite quando antes dormiam sempre juntos um ao outro. Era sempre um a descer e outro a subir constantemente. Contudo quando por vezes conseguiam ficar juntos, o amarelo começava a coçar com o bico a cabeça do verde, sendo que em pouco tempo o verde tinha parte de cima da zona da cabeça e junto ao bico totalmente sem penas. O pior veio depois, com o amarelo a achar engraçado enfiar a ponta do bico na narina do verde e a "bicar" aquele buraco.

Resultado, cheguei a ver o verde com sangue naquela narina e poucos dias depois, com metade daquela "tira" branca por cima do bico vermelho arrancada até meio e um buraco da narina um pouco mais largo que a outra, fruto do amarelo ter andado lá a bicar. Também chegava a ver penas do corpo do verde na gaiola. Dias depois disto separei-os em duas gaiolas quando ouvi uma enorme algazarra e estava o amarelo numa luta bem agressiva com o verde. Isto foi em Janeiro.

Desde então nenhum deles vai para o chão da gaiola como antigamente ia para marcar território. O verde desde o primeiro dia que foi separado parece até que está mais feliz e activo que antes.

A minha pergunta vai no seguinte sentido: desde Janeiro até hoje, Maio, essa metade da "tira" branca por cima do bico que o outro arrancou não voltou a crescer assim como o buraco da narina mantém-se ligeiramente maior que o outro. Já não volta ao estado normal? Noto que estão lá uns poucos pigmentos de branco mas não é como antigamente.

E já agora, conseguem-me elucidar porque esta situação ocorreu entre dois fischer que partilharam sempre o mesmo espaço desde o nascimento e sempre foi pacífico entre eles e quando ficaram num bem maior começaram a lutar?

Desde já o meu obrigado.
MC1
 
Mensagens: 1
Registado: quarta, 02/mai/2018, 00:57

Re: Fischer: questão sobre bico/narinas e conflitos entre ir

Mensagempor borllock » sexta, 04/mai/2018, 21:24

Relativamente à narina da ave não há muito a fazer e deve ficar tal como está visto que já deve estar curado.
Essa situação de "guerras" por norma acontece quando as 2 aves são do mesmo sexo e principalmente quando são fêmeas, visto estas serem mais territoriais que os machos. Portanto, deve ter aí um casal de fêmeas eheh, mais dia menos dia vão aparecer ovos. Quando são novas é tudo muito bonito, mas quando as fêmeas entram no cio são uma autenticas feras. A solução nestes casos é mesmo estarem em gaiolas separadas, pois podem mesmo chegar a vias de facto e uma das aves morrer.
Cumprimentos,
José Jesus

Porto - Penafiel

Visitem: https://placeofbirds.wordpress.com/
borllock
Site Admin
 
Mensagens: 3355
Registado: domingo, 01/jul/2012, 16:23


Voltar para Exclusivo: Agapornis

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes