glosters canela

Frizados, lisos e com poupa, de forma, de desenho, ...

Moderadores: Armando Moreira, PaulojpFernandes

glosters canela

Mensagempor ze manel » terça, 03/jul/2007, 22:00

boas a todos!!!
pedia o especial favor aos colegas foristas, criadores de "canelas"se me podem informar sobre a possibilidade de acasalar 2 canarios gloster canela (corona e consort).
se não for aconselhavel, agradecia qual a melhor mutação para juntar com um canela.
desde já o meu obrigado.
os meus melhores comprimentos para todos!!!!
ze manel
 
Mensagens: 35
Registado: segunda, 22/jan/2007, 00:35

Mensagempor reduto » terça, 03/jul/2007, 22:05

Boa noite

Eu ainda não sou especialista em glosters,mas pelo que sei o acasalamento canela x canela não é recomendado pois torna-se letal.
Mas espera pela resposta de quem é mais entendido na matéria.

cumps
Avatar do Utilizador
reduto
***
 
Mensagens: 57
Registado: terça, 02/jan/2007, 22:11
Localização: Alverca/vila fraca de xira/lisboa

O factor canela

Mensagempor PaulojpFernandes » terça, 03/jul/2007, 23:26

8) Olá a todos,

caros amigos. Este é o eterno assunto do Porte e não só nos Gloster: o desejo natural de se possuir canários de cores que não o tradicional amarelo/verde...

Em primeiro lugar vou responder ao amigo Ze manel: poder pode mas não deve!!!

-Importante compreender que as cores dos canários resultam da combinação de dois factores:
melanina / lipocromo, ou seja:

os de fundo amarelo

* verde - (negro/amarelo)
* canela - (castanho/amarelo)
* pastel - (castanhopastel/amarelo)
* ágata - (ágata/amarelo)

os de fundo branco

* azul - (negro/branco)
* fawn - (castanho/branco)
* pastel branco (castanho pastel/branco)
* ágata azul - (ágata/branco)

-Importante pensar que "não vale tudo" para se obter aves com cores diferentes...

Algumas regras básicas são:

-nunca acasalar duas aves com o lipocromo branco
-nunca acasalar duas aves com melanina diluida
-uma das aves deve ter melanina negra e de preferencia negro/amarelo (verde)

O acasalamento castanho/castanho (canela/canela) quer seja branco ou amarelo deve de ser evitado, não é letal mas vai concertesa fazer perder a qualidade da ave e ser genéticamente mais fraca (mais débil).

Os acasalamentos entre azuis, castanhos brancos e ágatas brancos são de todos os que mais se deve evitar de fazer (entre aves de fundo branco), são genéticamente mais fracas e são mais dificeis de sobreviver e raramente se consegue o "porte" desejável.

Nos canarios de porte para se obter resultados a cor verde (combinação negro/amarelo) tem de estar sempre presente como suporte da carga genética para se obter melhores exemplares, por isso o ideal é que em cada acasalamento esteja presente uma ave deste tipo.

0S GENES LETAIS

SÃO AQUELES CAPAZES DE PRODUZIR O ABORTO EM EMBRIÕES OU A MORTE DOS INDIVÍDUOS QUE O APRESENTAM. PODEM SER GENES DOMIMANTES OU RECESSIVOS.

EXEMPLO: BRANCO DOMINANTE

POR VEZES ALGUNS GENES LETAIS ESTÃO LOCALIZADOS EM CROMOSSOMAS SEXUAIS, O QUE PODE EXPLICAR QUE ALGUNS CASAIS SÓ TENHAM CRIAS DE UM SEXO OU DE OUTRO.


OS GENES SUBLETAIS

SÃO GENES QUE PRODUZEM MORTALIDADE EM APENAS DETERMINADA PERCENTAGEM DOS INDIVÍDUOS QUE OS APRESENTAM.

EXEMPLO: INTENSO, POUPA E “PELE NEGRA”.

QUANDO OS DOIS GENES QUE DETERMINAM UM CARACTER, SÃO IDENTICOS NOS SEUS RESPECTIVOS CROMOSSOMAS HOMOLÓGOS, O CANÁRIO DIZ-SE HOMOZIGÓTICO OU PURO EM RELAÇÃO A ESSE CARACTER

QUANDO OS DOIS GENES QUE DETERMINAM UM CARACTER, SÃO DIFERENTES NOS SEUS RESPECTIVOS CROMOSSOMAS HOMOLÓGOS, O CANÁRIO DIZ-SE HETEROZIGÓTICO EM RELAÇÃO A ESSE CARACTER

O TERMO HETEROZIGÓTICO ESTÁ ASSOCIADO AO TERMO “PORTADOR DE"

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Mensagempor reduto » quarta, 04/jul/2007, 00:09

Boa explicação senhor PaulojpFernandes.
Eu este ano vou começar com a criação de glosters com um ou 2 casais.
1 casal que já escolhi que vou adquirir é um macho verde portador de canela corona com uma fêmea canela consort.
Que acha deste acasalamento?

cumps
Avatar do Utilizador
reduto
***
 
Mensagens: 57
Registado: terça, 02/jan/2007, 22:11
Localização: Alverca/vila fraca de xira/lisboa

Canela

Mensagempor Antonio Ferrao » quarta, 04/jul/2007, 12:20

Introdução aos Canelas
Em minha opinião, os tons subtis do gloster canela pôs esta variedade de cor entre as cores de canário mais atraente.
Devido á habilidade dos canelas para melhorar a estrutura da pena, o criador de Gloster’s encontrará vantagem nisto ao manipular sangue de canela em linhas semelhantes como é dito em cima para criar (amarelos) Intensos.
Regras semelhantes ás usadas no estudo dos (Amarelos) Intensos, o uso de muito sangue de canela no seu estudo de gloster conduzirá a uma deterioração na cabeça e na qualidade do pescoço. Porém, como com os (Amarelos) Intensos, pode ser usada a boa qualidade da plumagem de canela como uma vantagem.
Ligação ao sexo
A herança da canela, têm ligação ao sexo, normalmente é difícil para um iniciado entender.
Porém quando devidamente explicado, é relativamente simples.
O gloster canela é efectivamente uma ave tri-colorida, sendo a sua cor básica ou cor de fundo, o amarelo ou o buff que são chamadas cores lipocrómicas.
Sobreposto nesta cor aparece os pigmentos pretos e castanhos, conhecidos como melaninas.
No gloster verde, a cor natural do canário selvagem, muito do castanho é mascarado pelo domínio do negro, mas se nós removermos a presença das melaninas pretas e deixarmos só as castanhas, ficamos perante uma ave canela.
Agora, aqui vem a parte confusa, há dois tipos de aves canela:
Primeiro, a canela visual. Estas aves têm os olhos vermelhos em jovens, que escurecerão até a idade adulta, na qual ficarão cor de ameixa, a cor da pena que a ave mostrará será a canela.
Segundo, portador de canela (canela não visual). Tudo o que foi dito anteriormente na canela visual acontece aqui, excepto a cor da pena, porque apesar de ser uma ave cheia de canela, ela está impossibilitada de expressar a cor canela na pena.
Genéticas
Como resultado de acasalamento canela, o macho pode ser um destes três tipos:
1. Canela (canela visual)
2. Portador de canela (canela não visual)
3. Sem canela
A fêmea pode ser canela neste caso ela mostra isso visualmente, ou sem canela.

Há cinco possíveis acasalamentos que envolvem coloração canela:
Acasalamentos Resultado
1.
Macho sem canela X Fêmea canela Machos portadores de canela. Fêmeas sem canela (note-se que todo o macho portador de canela é normal em coloração, isto é, canela não visual)
2.
Macho canela X Fêmea sem canela Machos portadores de canela. Fêmeas canela visuais (o resultado deste acasalamento as fêmeas descendentes podem ser determinadas pela saliência dos olhos rosa uma maneira de manifestação nos canelas).
3. Macho portador de canela X Fêmea sem canela
Machos e Fêmeas sem canela. Machos portadores de canela. Fêmeas canela.
4. Macho portador de canela X Fêmea canela Machos portadores de canela. Fêmeas sem canela. Machos e Fêmeas canela.
5. Macho canela X Fêmea canela Toda a descendência canela.
Nota:
As fêmeas não podem herdar o gene de canela da mãe dela, nem ela o pode transmitir ás
filhas dela. Ela só pode receber isto do pai dela e só pode passar isto aos filhos dela.

Texto retirado do Catalogo de Exposição do GCP Seixal 2004.
Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
 
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 23:11
Localização: Almada

Macho portador x femea canela

Mensagempor PaulojpFernandes » quarta, 04/jul/2007, 21:06

8) Olá a todos,

Amigo reduto, esse acasamento está bem feito e recomenda-se :wink:

O canela sendo uma ave de melanina diluida deve ser cruzado com aves de melanina negra (o verde) tendo assim um comportamento genético ligado ao sexo.

O resultado desse seu acasalamento será na teoria:

Macho negro (verde) portador x femea diluida (canela)

25% machos verdes portadores e 25% de machos canelas
25% femeas verdes e 25% de femeas canelas

É o exemplo nº 4 colocado pelo Antonio Ferrão.

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

obrigado!!!!

Mensagempor ze manel » sexta, 06/jul/2007, 23:23

boa noite!
perante estes esclarecimentos, so tenho uma palavra a dizer ao reduto ao paulojpfernandes e ao antonio ferrão... OBRIGADO!!!!
É este tipo de pessoas que nos faz pensar que tudo vale a pena!!!!
obter este tipo de esclarecimentos é muito gratificante.
ze manel
stam 610 H
ze manel
 
Mensagens: 35
Registado: segunda, 22/jan/2007, 00:35

Agradecimento

Mensagempor PaulojpFernandes » sexta, 06/jul/2007, 23:52

8) Olá a todos,

amigo ze manel,
não vou dizer que não fico satisfeito pelo agradecimento feito pela sua pessoa, mas nós estamos aqui também pelo "prazer" de ajudar (dentro das nossas limitações) só assim se consegue desenvolver a Ornitologia... e é obvio que também gostamos :oops: de algum elogio simpático...
Também é muito gratificante :wink:

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Mensagempor reduto » sexta, 06/jul/2007, 23:56

Eu tive todo o prazer em puder ajudar,ou pelo menos tentar ajudar apesar da minha resposta não ter sido das mais explicitas.Porque no caso do paulojpfernandes e do antónio ferrão,são já criadores experientes. :P

cumps
Avatar do Utilizador
reduto
***
 
Mensagens: 57
Registado: terça, 02/jan/2007, 22:11
Localização: Alverca/vila fraca de xira/lisboa


Voltar para Canários de Porte

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante