OPINIÃO SOBRE TIPOS DE JULGAMENTOS

Frizados, lisos e com poupa, de forma, de desenho, ...

Moderadores: Armando Moreira, PaulojpFernandes

OPINIÃO SOBRE TIPOS DE JULGAMENTOS

Mensagempor Antonio Ferrao » quinta, 22/fev/2007, 00:51

Ola

Qual a V/ opinião acerca do Julgamento por Comparação(ex:IGBA;GCP) e o Julgamento por Pontuação (ex: COM )?

Cumprimentos,
Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
 
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 23:11
Localização: Almada

Tipos de julgamento

Mensagempor AvilandiaPT » quinta, 22/fev/2007, 01:16

Olá,

Ena isto vai dar pano para mangas...
Para começar:

1)Julgamento com ficha (COM)

VANTAGENS:
- indica ao criador o porquê da escolha, item a item
- permite aos visitantes observar/avaliar o porque das pontuações (fichas expostas)
- permite que se guardem as fichas para manter historial de linhas
- standard unico entre juizes (vai dar pano para mangas, calças, camisas...)

DESVANTAGENS:
- mais lento
- por vezes nas aves mais pontuadas não existe razão para um ponto de diferença
- indiferença/desconhecimento dos standards e interpretação das fichas

2) Julgamento por comparação (IGBA)

VANTAGENS:
- mais rápido
- aberto
- mais amplo
- sem necessidade de justificar com pontos quem ganha

DESVANTAGENS:
- não ser identificado o criterio da escolha e quantificado
- mais sujeito a criterios e preferencias pessoais do juiz
- não permite ao publico perceber os criterios

E para já ficamos por aqui...

Cumprimentos,
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 995
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Opinião sobre Tipos de Julgamento

Mensagempor PaulojpFernandes » quinta, 22/fev/2007, 14:47

8) Olá a todos,

Amigo Ferrão, é claro que isto é um assunto muito controverso, mas aqui vai a minha opinião :

1 - Julgamento com ficha (COM)

Vantagens:

-Mostrar a todos item por item as características em que ave é julgada (mal ou bem).
-Permite ao criador/expositor avaliar o porquê das pontuações e poder guardar as fichas para o seu constante evoluir.

Ricardo
eu antes não "gostava" (por serem aquelas folhas A4) mas concordava que as fichas deviam ser colocadas nas gaiolas para os visitantes/iniciantes poderem observar, agora com este modelo mais peq. de fichas já não é tão desagradável (é que as pessoas reclamam por tudo e por nada, antigamente nós (organizações de clubes) colocava-mos as ditas folhas A4 e diziam que tapava as gaiolas de baixo , não se via bem as aves).

-Todos os juízes dos diferentes colégios das federações nacionais, antes de começar as expos deviam junto das suas comissões técnicas uniformizar critérios ...

Desvantagens:

-mais lento sem sombra de dúvida
-não ser possível utilizar meios pontos (ex: 10,5), para nos tres primeiros classificados poder ser mais correta a apreciação (porque não pode haver nos 3 primeiros, aves com os mesmos pontos)


2- Julgamento por comparação (IGBA)

Vantagens:

-mais rápido sem sombra de dúvida.
-sem necessidade de justificar com pontos quem ganha e quem perde.

Desvantagens:

-Ao não ser identificado o critério de escolha está está muito mais sujeito a critérios/preferencias pessoais do Juíz.
-Não permite a ninguem perceber os critérios (a não ser ao Juíz, e a quem ganha)

Esta é tão somente a minha humilde opinião, que não põe em causa quem "está dentro da razão"...

Amigo Ferrão,
se quizer pode colocar um tópico para poder-mos "discutir" ou "parlamentar" (dar a nossa humilde opinião) sobre as diferenças existentes entre os dois Standards do Gloster (do IGBA e o da COM)

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Re: Opinião sobre Tipos de Julgamento

Mensagempor Antonio Ferrao » quinta, 22/fev/2007, 20:41

PaulojpFernandes Escreveu:8)
Amigo Ferrão,
se quizer pode colocar um tópico para poder-mos "discutir" ou "parlamentar" (dar a nossa humilde opinião) sobre as diferenças existentes entre os dois Standards do Gloster (do IGBA e o da COM)

Saudações


Ola

Apenas vou responder a esta questão, no meu ponto de vista quando este forum tiver um certo determinado numero de florista de Porte a participar ai sim acho que se deve colocar o post pois neste momento dois ou 3 é pouco.

cumprimentos
Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
 
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 23:11
Localização: Almada

tipos de julgamento

Mensagempor PaulojpFernandes » quinta, 22/fev/2007, 22:07

8) Olá a todos,

Amigo Ferrão,
pois eu já penso de maneira diferente, um bom debate entre duas pessoas pode muito bem ser muito mais proveitoso do que às vezes com muito mais gente .

Mas o amigo é que sabe, quem sou eu para discordar da sua opinião.

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Mensagempor PSF » sexta, 23/fev/2007, 00:41

Boas Ferrão ,

Tambem cá estou e seu unicamente criador de porte .

Quantos mais fazem falta para iniciar a discução ?

Como diz o major valentão " quantos ssão ? quantos são ? venham elhes !

eh !
Avatar do Utilizador
PSF
 
Mensagens: 33
Registado: quinta, 02/nov/2006, 16:38

Mensagempor Antonio Ferrao » sexta, 23/fev/2007, 01:06

PSF Escreveu:Boas Ferrão ,

Tambem cá estou e seu unicamente criador de porte .

Quantos mais fazem falta para iniciar a discução ?

Como diz o major valentão " quantos ssão ? quantos são ? venham elhes !

eh !


Ola
Então podes começar por responder ao post inicial.
depois logo iremos ao que o Paulo quer.
um abraço
Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
 
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 23:11
Localização: Almada

Mensagempor canaril almada » sexta, 23/fev/2007, 16:04

Boas...
Tambem informo que sou criador de canários de porte...
E tou aqui para o que der e vier heheheh.

Pelo que conto nao somos só 3, já somos muitos, e as vezes mais vale poucos e bons, que muitos e maus hehehe :D
Cumps...
Avatar do Utilizador
canaril almada
***
 
Idade: 33
Mensagens: 84
Registado: segunda, 16/Oct/2006, 10:07
Localização: Portugal / Lisboa / Almada

Gloster

Mensagempor Antonio Ferrao » sábado, 24/fev/2007, 00:16

Ola

Leandro participa, discute sobre o tema que fui colocado...pois assim ainda podes aprender alguma coisa...:)

cumprimentos
Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
 
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 23:11
Localização: Almada

Re: Gloster

Mensagempor Bruno cardoso » sábado, 24/fev/2007, 00:39

Bom..as vantagens e desvantagens dos respectivos tipos de julgamento, já foram aqui referidas, apenas gostava de dizer que de certo modo estes tipos de julgamentos são complementares. Uma alternativa possivel (que nunca foi posta em prática, ou se foi desconheço) seria efectuar um julgamento por comparação inicial e seleccionar as 20 melhores aves(por exemplo), de cada classe e seguidamente passariamos a uma fase de julgamento por pontuação, classificando e pontuando as tais 20 aves.
Deste modo conseguiriamos tornar o julgamento mais rapido e pontuar as aves com melhor qualidade. Claro que isto não é propriamente uma inovação, porque incosncientemente, as aves mais fracas, já estão a ser julgadas por "comparação", num julgamento por pontuação e a pontuação aplicada a essas mesmas aves não é tão criteriosa como a pontuação aplicada às aves melhor classificadas, daí eu não ver grandes vantagens em classificar as aves mais fracas com pontuação alguma.

Mas gostaria de dizer que o julgamento, por pontuação, me parece, de facto mais completo e a questão de ser mais lento poderia ser minimizada atribuindo somente pontuação às melhores aves, o que em termos praticos não prejudicaria ninguem.

Um abraço


Bruno cardoso
Bruno cardoso
***
 
Mensagens: 115
Registado: sexta, 23/fev/2007, 01:11

Re: tipos de julgamento

Mensagempor PaulojpFernandes » segunda, 26/fev/2007, 01:10

8) Olá a todos,

Amigo Bruno,

realmente isto já não é novo, à mais ou menos 10 anos (em 1996) o nosso antigo colégio de Juízes ( o CPJO) por intermédio da COM-P fez uma proposta Técnico-Administrativa para a COM-M que infelizmente não foi aceite que era :

Todas as aves, sem excepção, continuarão a receber uma ficha de julgamento individual, mas:
-unicamente os 5 melhores exemplares de cada classe serão pontuados rubrica a rubrica, e com uma pontuação total precisa(método actual)
-para as restantes aves, deverá somente indicar-se com um x, dentro doos rectangulos colocados de novo nas fichas, o seu valor correlativo aproximado.

A utilização deste novo sistema perspectiva, no minimo:
A DUPLICAÇÃO da rentabilidade = -50% das despesas de julgamento !

ex.
Imagem

Ainda mais que na altura se utilizava no Hemisfério Sul, um método muito mais simplificado, só indicavam as aves classificadas do 1º ao 5º por classe, sendo só atribuido ao 1º as pontuaçõs pormenorizadas.

Daí que se julgava no Hemisfério Sul 300 aves por dia contra 100 aves no Hemisfério Norte.

Penso que a proposta apresentada era uma proposta de uma posição intermédia e que ía de encontro a uma importante clareza de processos e de uma sempre desejável acção pedagógica.

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Re: tipos de julgamento

Mensagempor Bruno cardoso » segunda, 26/fev/2007, 22:37

Ola Paulo!

Desconhecia tal.

Agradeço que me tenha esclarecido.

cumprimentos
Bruno cardoso
***
 
Mensagens: 115
Registado: sexta, 23/fev/2007, 01:11

Julgamentos

Mensagempor AvilandiaPT » segunda, 26/fev/2007, 23:22

Paulo,

A DUPLICAÇÃO da rentabilidade = -50% das despesas de julgamento !


Eu não sou de forma alguma a favor de preocupações "financeiras". Acho que um criador trabalha o ano inteiro para ter as suas aves, se as leva a exposição assume que têm alguma qualidade senão ficava em casa e o minimo que lhe podem dar em troca é tentar indicar, como, quanto e porquê vale a sua ave.
Se isso implica mais despesa, é relativo, porque é que não mandam 100 aves ao mundial e mandam 100 aves a uma exposição? Sinceramente acho que só temos aves de qualidade discutivel nas exposiçoes porque a grande maioria não faz a MINIMA ideia do que é realmente a qualidade e o que é que deve ser criado para exposição.

Do meu ponto de vista, reduzir ainda mais essa função a uma simples cruz "bom, mau, pessimo" é piorar ainda mais essa situação e estarmos a subverter a função didática que eu acredito deve ter uma exposição. Também é a principal razão porque ainda considero os julgamentos com ficha mais úteis.

As despesas com juizes podem ser bastante menores com algumas medidas, começando pelo facto de que os clubes não as deveriam pagar. Devia ser uma das razões para as federações lucrarem com as anilhas, ao comprar as suas anilhas o criador deveria estar a pagar o direito de ser avaliada essa ave.
Óbvio que quando se mandam um juiz de Portalegre e outro de Lisboa para julgar no Porto, dificilmente se pode rentabilizar, mas secalhar digo eu até podiam ir 2 de coimbra ou leiria? E todos sabemos que isso é possível de conciliar. O que fica caro aos clubes são as deslocações, ponto final, não é uma refeição nem nada mais, são as deslocações e essas podem ser reduzidas ao minimo. Um carro normal leva cinco pessoas, não me digas que não consegues seleccionar juizes que tenham possibilidade de ir juntos?

Aliás, em relação aos mais fracos serem pontuados por "comparação" como sabes já é o que se faz nas exposições, nenhum juiz está muito preocupado se uma ave mais fraca tem 84 ou 85, vai dar ao mesmo, a partir do 87 já se tem mais atenção. Se vamos por ai então o juiz escolhe por comparação as 5 melhores e nem vale a pena pontuar as restantes, ai sim poupamos tempo e classificas 500aves/dia. Não acho que isso seja o mais importante. Acho que qualquer clube gosta de ter uma exposição bem classificada em que os criadores também fiquem satisfeitos pela forma como as pontuações foram atribuidas. Sem isso não temos qualquer credibilidade.

E volto a dizer que se temos exposições com 1000 aves, em algumas possivelmente, se os criadores estivessem mais informados sobre a qualidade das suas aves, estariam 500. Enquanto não deixarmos de quafilicar as exposições pelo nº de aves, vamos sempre pensar no nç de aves que se julga/dia e no custo associado.
Se vamos começar a preocupar-nos demais com os aspectos financeiros, então eu prefiro pagar 5eur por ave do que 2eur e ficar com uma cruz que me deixa na mesma.

Cumprimentos,
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 995
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Julgamentos

Mensagempor PaulojpFernandes » terça, 27/fev/2007, 00:13

8) Olá a todos,

Boas Ricardo,

Paulo disse:
A DUPLICAÇÃO da rentabilidade = -50% das despesas de julgamento !

Mas também disse:
Penso que a proposta apresentada era uma proposta de uma posição intermédia e que ía de encontro a uma importante clareza de processos e de uma sempre desejável acção pedagógica.


Sim, Ricardo eu também defendo que devemos ter um papel pedagógico nisto de julgar os passarinhos (mas não deve ser impotado este trabalho somente aos juízes, então e os clubes e as federações onde ficam nesta situação?), tanto que em nada eu concordo com a situação em Inglaterra (país de origem de muitas aves de porte) que é o julgamento por comparação em que nenhuma leva uma ficha de avaliação (levam diplomas) e que se for preciso são "julgadas" 1000 aves num dia, eu como tu, ainda considero que o papel didático que a exposição tem deve-se em grande parte ao julgamento com ficha (e poderia-mos acrescentar julgamentos abertos, porque "quem não deve não teme")

Mas também "das duas, três" ou deixa-mos (juízes, colégios, federações,COM) de ser hipócritas, ou fazemos as coisas como deve de ser, ou seja, se nós já fazemos o julgamento por comparação (para as ditas aves mais fracas) então temos que o assumir, assim como está andamos a enganar as pessoas, o que para mim ainda é pior.

Ainda mais que a própia COM permite no Hemisfério Sul uma situação bem pior que a proposta apresentada...

Sobre as despesas de deslocação dos juízes, este ano fui nomeado para 8 (-1 Caldas) e só fui com o meu carro a uma porque não houve outra hipótese, não havia mais ninguém da minha zona, das outras deslocações combinámos sempre uns com os outros para tentar ir só um transporte, mas sabes, porque antes de ser juíz, comecei por ser criador e depois director de um clube e tenho essa sensibilidade.

Sabes o que é preciso para estas situações todas, é BOM SENSO !

Saudações
Paulo Jorge
STAM`s REGIONAIS
(FOP) (FONP)
AD70... 855J
______________
Imagem
Avatar do Utilizador
PaulojpFernandes
Site Admin
 
Mensagens: 651
Registado: sábado, 16/dez/2006, 02:07
Localização: Atg. Baleia - PENICHE

Re: Julgamentos

Mensagempor Bruno cardoso » terça, 27/fev/2007, 15:46

PaulojpFernandes Escreveu:8) Olá a todos,

Boas Ricardo,

Paulo disse:
Mas também "das duas, três" ou deixa-mos (juízes, colégios, federações,COM) de ser hipócritas, ou fazemos as coisas como deve de ser, ou seja, se nós já fazemos o julgamento por comparação (para as ditas aves mais fracas) então temos que o assumir, assim como está andamos a enganar as pessoas, o que para mim ainda é pior.


Saudações



Ola a todos!

Concordo com o Paulo, na prática é exactamente o que se passa. Contudo parece-me a solução mais razoável serem as aves mais fracas a pagar a factura. É uma questão de se admitir isso ou não admitir, mas como disse não critico.
Se avaliassem criteriosa e minuciosamente todas as aves, provavelmente, o tempo previsto para julgamento não seria suficiente, daí não ver outra alternativa, senão previlegiar as melhores aves.
Uma das coisas que me preocupa é a duração das exposições, quanto mais curtas melhor (para as aves, logicamente). Por outro lado, na gestão da duração de uma exposição,o ideal será que o tempo de julgamento seja o menor possivel e o de abertura ao público o maior possivel. Por isso se queremos realmente reduzir, ou manter o tempo gasto nos julgamentos, não podemos querer julgamentos minuciosos para todas e quaisquer aves.
se admitem, ou não, que as aves, mais fracas, são julgadas mais "superficialmente", sinceramente não me preocupa ou critico, pois na prática não vejo grandes problemas daí resultantes, daí deixar essa mesma decisão para as respectivas entidades. Claro que muitas pessoas queixam-se que acham que a ave so teve 84 e q estava uma ao lado com 86 q era pior etc etc Mas acho que as pessoas deveriam ser mais tolerantes, pois que diferença faz se a ave fica em quadragésimo oitavo ou quadragésimo nono...?! Como digo, se fosse possivel, quanto mais minuciosamente melhor, mas não vejo tal possibillidade na pratica e acho que existem outras prioridades que não podem ser prejudicadas em detrimento de tal.
Bom, é a minha opinião,espero não estar a ser muito exagerado, mas acho que dá pra perceber a minha ideia. lol

Cumprimentos.
Bruno cardoso
***
 
Mensagens: 115
Registado: sexta, 23/fev/2007, 01:11

Próximo

Voltar para Canários de Porte

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante