Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Alimentos, Papas, Suplementos, Receitas, etc.

Moderador: Armando Moreira

Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Canary » terça, 31/jan/2012, 11:45

Bom dia a todos,

Adquiri este fds o alimento completo Legazín, para canários e pintassilgos (para experimentar). No meu caso adquiri o Legazín F3.
Gostaria que este espaço servisse para partilharem opiniões acerca desta marca espanhola. Será melhor que o Nutribird? Vantagens e desvantagens? Será uma marca de confiança?

Imagem

Uploaded with ImageShack.us

Abraço e saudações ornitológicas

João Marques
Editado pela última vez por Canary em terça, 31/jan/2012, 22:57, num total de 1 vez.
João Marques

Visite:
http://jmcanary.skyrock.com/
Canary
****
 
Mensagens: 443
Registado: segunda, 17/dez/2007, 11:56
Localização: Astromil/Porto

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Canary » terça, 31/jan/2012, 11:55

Neste momento uso como alimento principal o nutribird, mas as aves, por estarem no interior e em gaiolas pequenas estão a ficar um pouco gordas. O nutribird, quer o c15 e c19 têm a mesma % de gordura_ 16_%.
A Legazín tem muita variedade de produtos para canários e pintassilgos. e o que me agradou foi terem produtos com 16% de gordura, outra gama com 11,5% gordura e 12%....têm alimento completo com coloração etc....
Não me agradou a embalagem, quanto comparada com a da nutribird. Pergunto se será alimento extrusado.
João Marques

Visite:
http://jmcanary.skyrock.com/
Canary
****
 
Mensagens: 443
Registado: segunda, 17/dez/2007, 11:56
Localização: Astromil/Porto

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Armando Moreira » quinta, 02/fev/2012, 21:30

:) Ola a Todos!

Será melhor que o Nutribird?


Para mim são produtos que apresentam certas diferenças.

O Nutribird tem grãos de varias cores o Legazin os grãos são unicolor. A composição nutricional também não é igual. O Nutribird tem duas variedades o C15 e o C19, o Legazin tem mais variedades o F1, F1-C, F2 e o F3.

Conclusão para cada caso deve haver uma escolha acertada.

Vantagens e desvantagens?


A nivel de custo o Nutribird é mais economico, esta a mais tempo no mercado esta mais espalhado a nivel de lojas. Tem mais anos no mercado.

A gama do Legazin é mais variada. Só recentemente apareceu em Portugal. É uma marca jovem no mercado.

Será uma marca de confiança?


Não vou emitir juizos de valor pois não tenho elementos suficientes. Por outro lado não conheço uma entidade independente que faça testes de qualidade tanto a Nutribirde, Legazin ou outras marcas de produtos para aves. Temos de acreditar no que dizem os rótulos das empresas.

Cordiais cumprimentos a todos :)
Avatar do Utilizador
Armando Moreira
Site Admin
 
Mensagens: 1261
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Canary » sábado, 11/fev/2012, 00:55

Boa noite,

Hoje decidi, apenas fornecer o granulado "Legazín", forçando as aves a comer. E correu bem :) . (faz no prox. domingo 15 dias que coloquei à disposição das aves)

As fezes não apresentam grande variação na consistência (para já) e são de cor mais clara do que com o nutribird.

A habituação foi fácil, por já estarem habituadas ao granulado nutribird.

De qualquer forma não resisti a colocar no fim do dia a comida habitual, para que a transição não seja tão brusca.

Uma nota:
o granulado "legazín" é menos consistente e desfaz-se mais do que o "nutribird".
O grão nutribird parece mais elaborado, sei que é extrusado.
O grão "legazín" parece mais "granulado de melros", salvo as dimensões, parece prensado.

Saudações ornitológicas

João Marques
João Marques

Visite:
http://jmcanary.skyrock.com/
Canary
****
 
Mensagens: 443
Registado: segunda, 17/dez/2007, 11:56
Localização: Astromil/Porto

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Armando Moreira » sábado, 11/fev/2012, 21:03

:-) Ola a Todos!

Hoje estive a falar com uma Srª Drª veterinária e um dos temas da conversa foi os granulados para canários e pintassilgos.

Falei sobre o Legazin e o Nutribird entre outros produtos granulados. Quando eu referi tive conhecimento que num lote de Legazin apareceram insectos, ela não comentou apenas sourriu. A respeito do Nutribird disse que tem um pouco de gordura mas que é um alimento melhor que as sementes. Existem outros granulados melhores mas são mais caros.


Neste momento o Legazin esta na moda e com muito boa aceitação, agora pergunto se as vantagens valem a diferensa de preço em relação ao Nutribird?

Fica o meu apontamento e que cada um opte pelo que melhor lhe convier.

Cordiais cumprimentos a todos :)
Avatar do Utilizador
Armando Moreira
Site Admin
 
Mensagens: 1261
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor AvilandiaPT » domingo, 12/fev/2012, 00:43

Olá,

A respeito do Nutribird disse que tem um pouco de gordura mas que é um alimento melhor que as sementes. Existem outros granulados melhores mas são mais caros.


Armando, a experiência com granulados tem derivado sobretudo de aves de médio/grande porte, em particular psitacídeos cujo comportamento alimentar e necessidades são consideravelmente diferentes das aves de pequeno porte.
Façam uma pesquisa sobre a história dos granulados e da sua utilização para aves ornamentais e de companhia para perceber o "porquê" do seu surgimento e deste boom nos últimos anos. Sinceramente, continuo sem ver os dados base que justifiquem ou apoiem a utilização como alimento único (repito, em aves reprodutoras especialmente de pequeno porte) que tem sido defendida de forma tão "convicta" ultimamente. Como alimento complementar têm obviamente as suas vantagens, desde que se perceba o que são e como tirar proveito disso. Serem usados por usar, como já se sabe que é normal nestas coisas, seja por moda, influência ou qualquer outro motivo, enfim cada um usa e faz como quer.

Em relação a serem melhores que as sementes, dependerá de vários factores.

Cumps,
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1002
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Canary » segunda, 13/fev/2012, 12:03

Bom dia!

Agradeço muito os vossos comentários.

Também fico com a ideia, ao comparar os dois granulados, que os da "nutribird" têm mais qualidade.

A embalagem do "legazín" não isola totalmente do exterior. A embalagem do "nutribird" é +/- a mesma dos cereais cerelac para consumo humano (impede a entrada de luz e ar)

O próprio granulo é muito diferente...

Apesar da qualidade que reconheço no "nutribird", penso que o produto não é o mais adequado para aves que estão no interior e em gaiolas. As aves nestas condições necessitam menos gordura, pois dispendem menos energia.

Exemplos:

O meu rouxinol do japão, com o nutribird uni Komplet, num espaço de 1 ano visivelmente engordou. gordura: 16%

Canários com nutribird c15 e c19...engordaram. gordura 16%

Pintassilgo com o nutribird c19 + comedouro de alpista....está quase em forma.

Ando à procura de soluções :) :

Para o rouxinol...arranjei uma óptima solução dentro da "nutribird"...o F16, tem só 5% de gordura. E o passaro já está em forma...estou a dar agora os produtos misturados .... estando o nível de gordura entre os 5% e os 16%

Para os canários tb tive de adicionar um comedouro de alpista...para baixar a % de gordura; mas a desvantagem de tb baixar nos nutrientes e no seu equilibrio. Daí a procura por outro produto. :wink:

Existem outros granulados melhores mas são mais caros.


Amigo Armando, se me souber dizer quais são esses granulados (essas melhores marcas)...agradeço mais uma vez.
Como tenho poucas aves...o mais caro pode justificar-se... e além disso pode na prática não ficar mais caro...pois dispensa suplementos vários.

A Vantagem do "Legazín", para mim, optei pelo F3 (tem 12% de gordura), reside na variedade. Existe uma maior flexibilidade.....do produto...à situação da ave.
Têm tb granulos já com corante (factor vermelho)....misturar "F2 com corante" ...podem os pintassilgos ficar mais bonitos...será? penso que talvez...

12% de gordura parece-me um bom numero....


Saudações ornitológicas

João Marques
João Marques

Visite:
http://jmcanary.skyrock.com/
Canary
****
 
Mensagens: 443
Registado: segunda, 17/dez/2007, 11:56
Localização: Astromil/Porto

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor AvilandiaPT » segunda, 13/fev/2012, 15:50

João,

A questão da composição dos granulados como dieta única é essa. Qualquer excesso ou falta vai ter um efeito cumulativo. Uma alimento (ração) como dieta única tem de ser muito bem formulado e simplesmente não existem esses dados sobre aves ornamentais. A gordura tem outra justificação, é que ajuda ao processo de peletização. Quanto menos gordura, mais tendência para "partir" o granulado. Olha para as rações de galinha e vês o que acontece con valores de gordura nos 5-6%.
Outro problema das dietas únicas é que as aves deixam de ter opção para nivelar a dieta. Com sementes forneces geralmente 2 opções, uma de alto valor energético/calórico (sementes) e outra (supostamente) de maior valor proteico (papas e afins) o que pemite uma gestão nutricional. Basta reparar como as aves no geral mudam a sua preferência e as quantidades que consomem de um e outro quando na reprodução.

Existem outros granulados melhores mas são mais caros.


Todos os que conheço são para aves de médio grande porte e, o mais proximado das nossas, para insectivoros. A ideia de que os granulados são um "grande avanço tecnológico" é um engano, se pegares num bocado de farinha, a prensares e aqueceres formas um "granulado". O mesmo pode ser feito com qualquer ingrediente moido/pulverizado. Obviamente é uma explicação muito simplista do processo mas com ou em processamento térmico é mais ou menos isso. E se os ingredientes são os mesmos, o valor nutricional é o mesmo. A diferença pode estar nos premixs que incluas no grão. Enfim, técnicas de alimentos compostos à parte, diluires ou não o valor nutricional do granulado ao fornecer sementes depende da quantidade de consumo de um e de outro e da dieta global.

Cumps,
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1002
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Luis Grencho » segunda, 13/fev/2012, 16:11

Boas.
Não sou contra nem a favôr dos alimentos extrusionados e granulados, etc, apenas tenho algumas reservas em certos aspectos, primeiro a alimentação torna-se mais monotona para as aves, tem esta questão focado e muito bem pelo Ricardo
AvilandiaPT Escreveu:Basta reparar como as aves no geral mudam a sua preferência e as quantidades que consomem de um e outro quando na reprodução.
, aqui esta uma pequena grande questão, é que as aves comem mais papa primeiro, depois mais sementes, depois depende se damos germinados, frutas e vegetais, etc, ou seja dão alimentos em quantidades diferentes em cada faze da ciração das crias, sempre com o mesmo tipo de alimento (granulados) poderá levar a algumas coisas menos balanceadas na alimentação, não sei se é se não pois nunca dei sempre, ja dei como complemento agora so esse alimento não dei nunca,
Nos Psitacideos por exemplo noto que são aves que agradeçem muito qualquer tipo de distração na alimentação, por exemplo ja muitos reparamos de certeza, os Agapornis tem na sua mistura/dieta base milho painço, e muitos nem ligam muito, mas se metermos aquelas espigas de compra de painço, é vê-los logo a devorar tudo em minutos!!!???, não será pelo gosto das sementes que são iguais as que tem no comedouro, mas sim pela novidade.
Agora em questão de tempo, de quem não saiba o que dar de forma adequada, por exemplo animais de Pet, poderá ser uma forma de dar uma alimentação mais ou menos adequada sem grandes invenções ou diversos tipos de alimentos que para uma ave ou duas por veses e complicado, agora podendo ter tempo, prefiro dar uma alimentação natural o mais variada possivel, tambem será sempre a correcta ???!! .... não é facil por vezes, ou seja tudo tem prós e contras, cabe a nós analizar depois o comportamento das aves e reprodução para tirar conclusões.
Cumprimentos.

Luis Grencho

Criação Agapornis Roseicollis
STAM BZ081

http://rosibird.webnode.com.pt/
Avatar do Utilizador
Luis Grencho
*****
 
Idade: 48
Mensagens: 1076
Registado: domingo, 24/fev/2008, 02:33
Localização: Benavente

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Armando Moreira » terça, 14/fev/2012, 01:25

Ola a Todos!

A marca Prettybird tem um granulado o Daily Select Mini que é um granulado multicolorido contem 14% de proteina e 5% de gordura, entre outros ingredientes.

Ricardo tenho muita consideração pela sua posição face a esta questão, se me pudesse indicar algum artigo alem do que encontrei neste endereço:

http://www.birdcareco.com/English/Arts/ ... d/POS.html

Para eu me orientar e optar pelo melhor nesta questão entre sementes/granulado.

Nota final: Isto não é publicidade é apenas trocas de informação.

Cordiais cumprimentos a todos, :-)
Avatar do Utilizador
Armando Moreira
Site Admin
 
Mensagens: 1261
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor AvilandiaPT » terça, 14/fev/2012, 10:07

Olá Armando,

A minha posição com granulados não é contra os mesmos. Podem ser uma parte interessante da dieta. Sem dúvida alguma que em aves de estimação cujos donos, por norma, não têm conhecimento e acesso ou experiência com dietas e alimentação dessas aves serão um alternativa viável para dieta única.
O caso das aves de criação não é esse. Na prática os resultados como dieta única não são tão positivos como o "rótulo" faria pensar e sobretudo em aves de pequeno porte não existe informação e especificação nutricional para estes produtos. Dai que, na minha opinião e experiência, sejam um alimento altenativo a englobar numa dieta como o são as papas, suplementos e outros ingredientes. Têm existido alguns avanços com marcas a avançarem com granulados especificos por espécie. Sinceramente o mesmo tem acontecido com o mercado de cães e gatos, e não é de estranhar pois cada vez mais o mercado obriga a diferenciação. A questão "acessória" é que o mercado de psitacídeos de estimação na europa é muito pequeno comparado com o mercado de aves de pequeno criação (ao contrário dos EUA) e portanto é muito mais interessante para a indústria dos granulados. Não é por acaso que a promoção activa de granulados para aves de pequeno porte disparou nos últimos 4-5 anos. Há quanto tempo a Orlux tem o Nutribird C em catálogo? Há quanto tempo o promove activamente?

Um dos problemas da comparação e argumentação comercial dos granulados é a comparação com dietas desequilibradas de sementes. Obviamente se compararmos uma dieta de sementes secas e água com granulado, as aves têm melhor desempenho com granulado. Na prática, os criadores há muito tempo que aprenderam a "ajustar" as dietas das suas aves para além sementes (ao contrário da maioria dos donos de animais de estimação).
Outra questão importante é que mesmo dentro das sementes a comparação é quase sempre feita com extremos. E pegando nos psitacídeos de grande porte, uma coisa é alimentar com sementes, fruta, vegetais em que as sementes são 70% da dieta e sementes de baixo nivel energético e algum valor alimentar, outra é alimentar com um comedouro de girassol.
Também importante, é não acreditar em tudo o que se lê nos rótulos quando não percebemos como e porque é indicado, ou o que isso significa. Não estou a colocar qualquer informação/dado em causa mas é preciso perceber os niveis nutricionais para interpretar alguns dados que podem significar muito pouco de forma isolada. A proteina bruta é um exemplo tipico.

Em relação a artigos, como imagina já conhecia esse artigo (na verdade são dois) e devido a este assunto estar "nas luzes da ribalta" estou a acabar a tradução do mesmo. No que toca a informação disponivel, 99% é sobre psitacídeos e o maiores apoiantes são veterinários e a própria indústria. Curioso...

http://www.quakerparrots.com/diet/pellets-seeds-better-for-parrots/
http://thetrueparrot.homestead.com/diet.html
http://www.avesint.com/diet.html

Este artigo é para mim dos mais concisos sobre o assunto. Curiosamente de uma reconhecida veterinária.

http://www.africangreys.com/articles/nutrition/pellets.htm

Sobre nutrição de canários em particular (um dos poucos disponíveis online):

http://jn.nutrition.org/content/124/12_Suppl/2636S.full.pdf

E por curiosidade, uma explicação deste processo "tecnologicamente avançado" de fabrico de granulados... em casa...

http://www.ehow.com/how_8220833_make-pellet-bird-food.html

Cumps,
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1002
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Canary » quinta, 23/fev/2012, 11:44

Boas!

A marca Prettybird tem um granulado o Daily Select Mini que é um granulado multicolorido contem 14% de proteina e 5% de gordura, entre outros ingredientes.


É curioso que uma marca produza, como alimento unico extrusado, um produto com 5% de gordura!
E outra marca, exemplo a nutribird, um produto com 16%!?

Afinal qual são as necessidades das aves?!

primeiro a alimentação torna-se mais monotona para as aves

Nos Psitacideos por exemplo noto que são aves que agradeçem muito qualquer tipo de distração na alimentação


É bem verdade Luís Grencho. E não só os psitacideos...

Por outro lado o Ricardo, foca , e muito bem a questão dos ingredientes...

A composição analitica dos produtos extrusados é maravilhosa! (ou nem tanto :| )
Mas se virmos os ingredientes, ficamos desiludidos!!! Onde está o ovo? Onde estão os insectos?!!!
Chegamos à conclusão que as proteínas neles incluidas são maioritáriamente sintetizadas, bem como muitas vitaminas....

prefiro dar uma alimentação natural o mais variada possivel, tambem será sempre a correcta ???!! .... não é facil por vezes, ou seja tudo tem prós e contras, cabe a nós analizar depois o comportamento das aves e reprodução para tirar conclusões.


Realmente o melhor é analisar os resultados finais..... :) :?

Em relação à prettybird não gostei de ver na composição os corantes artificiais...

Fui analisar outra marca de granulados a Harrison's bird food....a propósito doutro tópico....e os ingredientes desta marca já me parecerem melhores....não sei se alguém conhece?

De qualquer forma, estes produtos são bons, mas não como alimentos unicos. É a grande conclusão a que tb chego.
E ainda mais se pensarmos na criação.

Cumps,

João Marques
João Marques

Visite:
http://jmcanary.skyrock.com/
Canary
****
 
Mensagens: 443
Registado: segunda, 17/dez/2007, 11:56
Localização: Astromil/Porto

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor AvilandiaPT » quinta, 23/fev/2012, 15:24

Olá,

A Harrison é uma marca de referência para psitacídeos, supostamente "biológica" embora isso seja discutível em termos de qualidade. Não conheço as soluções deles para aves de pequeno porte.

Cumps,
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1002
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor Armando Moreira » quinta, 23/fev/2012, 23:34

:) Ola a todos!

O problema da Harrison's bird food e de outra marca Tropican da Hagen é que o granulado esta vocacionado para aves de bico curvo de pequeno porte como por exemplo o periquito autraliano. Ou seja a granulometria é grossa se a compararmos com a Nutribird ou a Legazin. Pode dificultar a adaptação das aves de pequeno porte e bico direito (canarios, pintassilgos).

Cordiais cumprimentos a todos.
Avatar do Utilizador
Armando Moreira
Site Admin
 
Mensagens: 1261
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL

Re: Alimentação LEGAZÍN (canários, pintassilgos...)

Mensagempor AvilandiaPT » sexta, 24/fev/2012, 00:24

Olá,

Afinal qual são as necessidades das aves?!


Pois, boa questão. Ultimamente surgiram algumas (poucas!) linhas com variação especifica, mas a verdade é que existem necessidades muito diferentes entre algumas espécies.
Dados nutricionais específicos são poucos e vêm sobretudo "ao contrário" ou seja, da análise das dietas que são usadas e experimentadas e não por análise do metabolismo das aves em si. Em parte porque esse tipo de ensaios são longos, caros e algo complexos. Há algumas fontes bibliográficas com indicações das necessidades das espécies mais comuns.
O tipo de ingredientes tem mais a ver com questões técnicas e económicas do que nutricionais em si, o que é normal na alimentação animal.

Cumps,
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1002
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Próximo

Voltar para Alimentação e Nutrição

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante