Dolfo
*****
Mensagens: 1237
Registado: quinta, 25/jan/2007, 01:56

segunda, 16/jul/2007, 17:23

jmcaves Escreveu:nao nao
eu estou me a referir aquela papa que o senhor pedro matos, se nao me engano, refere a dizer que se mistura a spirulina com papa, que papa???
a minha duvida nao era se era papa de criacao ou nao, era que tipo de papa ele mistura com a spirulina.

aguardando as suas respostas
Nesse caso deve ser papa de ovo, pelo menos foi isso que entendi.

Dolfo

PedroMatos
Mensagens: 22
Registado: sexta, 11/mai/2007, 01:10
Localização: Albufeira

segunda, 16/jul/2007, 19:25

Boa Tarde Sr jmcaves,

A Papa á qual mistura a spirulina é de facto a papa de criação, ou papa de ovo, ou até papa caseira para quem a saiba fazer em condições.

Pessoalmente utilizo as papas de criação de marca CêDê, Humidas e secas, sendo que os meus Agapornis preferem as humidas.

Até poderá se quizer polvilhar a spirulina sobre as sementes germinadas ou fruta, tenha em atenção que altera um pouco o sabor dos alimentos.


Um abraço,

Pedro Matos

Dolfo
*****
Mensagens: 1237
Registado: quinta, 25/jan/2007, 01:56

segunda, 16/jul/2007, 20:02

Olá Pedro,

Voltando à conversa sobre a Spirulina, reparei numa coisa:
ao polvilhar por cima da mistura de sementes, as aves mesmo de alguma distância, apercebem-se de qualquer coisa diferente, suponho que os olhos delas vejam a côr verde, e das primeiras vezes que usei, tiveram alguma relutância até em se aproximarem dos comedouros!
É incrível!

Outra coisa: aquilo é um pó tão fino, que depois de elas comerem algumas sementes, cai o pó todo para o fundo dos comedouros, e pergunto-me se chegam a ingerir alguma coisa!
Isto para já não falar do facto que ao limpar os comedouros (e eu limpo-os todos, todos os dias), o desperdício é enorme!
Por exemplo, eu ao limpar os comedouros começo por tentar tirar à mão todas as cascas de sementes maiores (girassol, cártamo, aveia) e depois meto todo o conteúdo do comedouro que resta num passador para fazer cair as cascas das sementes mais pequenas (alpista, painço, etc) para o lixo. E aí a 1ª coisa a ir para o lixo... é a spirulina!
Além disso depois ainda sopro para a rua as cascas que não cairam por não caberem na rede do passador, e aí, lá se vai mesmo quase toda a spirulina!

Ou seja, dei-a 2 ou 3 vezes e desisti.

Tendo em conta o tamanho dos comedouros e o que contêm, e também porque cada comedouro no geral é para 2 ou 4 aves, eu estava a pôr 1/2g de Spirulina por cada 50g de sementes, é correcto, certo?

Enfim, como a maioria das minhas aves está a comer só granulado que já contêm Spirulina, para essas nada está perdido.

Mas algumas (as adquiridas mais recentemente) ainda comem sementes.

Tens algumas dicas sobre a melhor maneira de lhes dar isso a essas aves?
Note-se que nenhuma das minhas aves (nem as que comem granulado - mas essas como digo não é grave porque o granulado contêm Spirulina - nem as que comem sementes) parece gostar de papa de ovo, tirando talvez os kakarikis, que de vez em quando lá comem um pouco.
Já experimentei várias marcas e se calhar aquela que alguns ainda vão aceitando é a Gold Pâtée para periquitos grandes e papagaios, da Versele-Laga.

Obrigado,

Dolfo

PedroMatos
Mensagens: 22
Registado: sexta, 11/mai/2007, 01:10
Localização: Albufeira

terça, 17/jul/2007, 00:03

Olá Dolfo,

Creio que inadvertidamente te induzi em erro, quando digo que podes polvilhar sobre as sementes refiro-me a sementes germinadas, que ficam humidas e ai a spirulina não cai pois fica colada ás sementes.

É normal que nas primeiras vezes as áves rejeitem especialmente se nunca tiverem comido.

Quando deres spirulina em sementes germinadas não lhes dês mais nada a não ser isso, assim serão obrigadas a comer.

Actualmente só dou a spirulina na Papa de criação ( Humida ou semi Humida) , preparo um Kg de papa junto-lhe 10g de spirulina e vou fornecendo ás aves diariamente, aos poucos foram comendo cada vez mais e agora é um alimento perfeitamente normal.

Não tens que mudar a papa diariamente se verificares que continua em bom estado ( especialmente se não apanhar demasiado calor), 2 em 2 ou maximo tres dias podes ir mudando a papa.

Tens sempre a alternativa das papas caseiras, mas ai muito cuidado com as salmonelas, especialmente se colocares ovo.

O sucesso passa por um plano alimentar equilibrado, nem nós conseguiriamos viver bem a comer diariamente e sempre o mesmo alimento, se conseguires durante a semana dar-lhes mais que sementes secas vais fazê-las felizes e no fim elas compensam-te.

Um abraço,

Pedro Matos

Dolfo
*****
Mensagens: 1237
Registado: quinta, 25/jan/2007, 01:56

terça, 17/jul/2007, 00:40

Olá Pedro,
Creio que inadvertidamente te induzi em erro, quando digo que podes polvilhar sobre as sementes refiro-me a sementes germinadas, que ficam humidas e ai a spirulina não cai pois fica colada ás sementes.
Ok. Bom, eu dou-lhes sementes demolhadas (ou seja, mistura de sementes para pombos, que deixo em água durante +/- 24h, e que não chegam realmente a germinar) de vez em quando, mas ainda não tinha pensado em pôr a Spirulina nessas sementes pela simples razão que tenho a vaga ideia de ter lido algures ou talvez de me terem dito que a Spirulina (esta para as aves, claro, a dos peixes é óbviamente um outro caso) não é para dissolver em água, nem dar em alimentos húmidos!
Aliás esta embalagem que tenho, só diz para "polvilhar por cima das sementes"!

Mas da próxima vez que lhes der sementes demolhadas vou experimentar, até porque isso é uma coisa de que todas as aves gostam.
Actualmente só dou a spirulina na Papa de criação ( Humida ou semi Humida) , preparo um Kg de papa junto-lhe 10g de spirulina e vou fornecendo ás aves diariamente, aos poucos foram comendo cada vez mais e agora é um alimento perfeitamente normal.
E conservas o restante onde? No frigorífico? No congelador? Durante quanto tempo? A Spirulina não perde as qualidades durante esse tempo?

Infelizmente, como disse antes a imensa maioria das minhas aves pura e simplesmente ou nem tocam na papa de ovo, ou mal lhe tocam, mesmo quando têm crias para alimentar!
O sucesso passa por um plano alimentar equilibrado, nem nós conseguiriamos viver bem a comer diariamente e sempre o mesmo alimento, se conseguires durante a semana dar-lhes mais que sementes secas vais fazê-las felizes e no fim elas compensam-te.
Pois, no meu caso preocupo-me em dar ás minhas aves uma alimentação tão equilibrada quanto possível, sem sombra de dúvidas mais do que para mim!

Como referi no post anterior, uma boa parte delas neste momento já nem sequer come sementes secas, e em vez disso a base da alimentação dessas são os granulados Harrison, que eu saiba os melhores que existem no mercado.
Essas, assim como as que ainda comem sementes, comem também regularmente fruta e verduras, e de vez em quando as tais sementes demolhadas. Além de terem sempre à disposição o inevitável osso de choco, bloco mineral, papa de ovo (apesar de não lhe tocarem vou insistindo) e água limpa (a dos kakarikis, que são uns "badalhocos" :lol: , metem coisas lá para dentro, tomam lá banho apesar de terem 1 local próprio para isso, etc, chego a mudá-la 3 e 4 vezes por dia!).

Um abraço,

Dolfo

PedroMatos
Mensagens: 22
Registado: sexta, 11/mai/2007, 01:10
Localização: Albufeira

terça, 17/jul/2007, 21:53

Olá Dolfo,

Deixa escorrer bem as sementes e quando as colocares no comedouro polvilha um pouco de spirulina por cima.


A spirulina que me sobra misturada com a papa guardo-a num recipiente bem fechada, numa dispensa escura e que é relativamente fresca.

Assim a spirulina não se estraga pois não está ao ar nem ao calor.



Pois, no meu caso preocupo-me em dar ás minhas aves uma alimentação tão equilibrada quanto possível, sem sombra de dúvidas mais do que para mim!

Sem dúvida estás no caminho certo e de certeza que já notas as compensações.

Para saberes se já és um viciado em aves:

Quando alguém na rua te disser, "Desculpe, o senhor tem caca de pássaro no Ombro!"

E tu com a maior naturalidade limpas , e agradeces sem qualquer tipo de embaraços. :lol:

Grande abraço,

Pedro

Dolfo
*****
Mensagens: 1237
Registado: quinta, 25/jan/2007, 01:56

terça, 17/jul/2007, 22:17

Olá Pedro,

Obrigado pelas dicas.
Sem dúvida estás no caminho certo e de certeza que já notas as compensações.

Para saberes se já és um viciado em aves:

Quando alguém na rua te disser, "Desculpe, o senhor tem caca de pássaro no Ombro!"

E tu com a maior naturalidade limpas , e agradeces sem qualquer tipo de embaraços. :lol:
Pois, também já fiz o teste, e pelo resultado parece que já sou viciado :D
Qualquer dia encontramo-nos todos numa reunião dos VAA (Viciados em Aves Anónimos) :lol: :lol: :lol:

Sobre a história da caca no ombro, por acaso até já me aconteceu :lol:


Abraço,

Dolfo

Voltar para “Alimentação e Nutrição”