Armando Moreira
Site Admin
Mensagens: 1263
Registado: sábado, 14/out/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL
Contacto: Sítio web

Associação de Criadores Fauna Europeia

terça, 05/dez/2006, 15:39

:D Olá a Todos!


Existem interessados para formar uma associação de criadores ou clube nacional de criadores de fauna europeia :?:

Já agora digam o que pensam da minha ideia :!:

Com amizade,

:D Armando Moreira

Avatar do Utilizador
vitor anastacio
Site Admin
Mensagens: 494
Registado: segunda, 16/out/2006, 19:42
Localização: setubal

terça, 05/dez/2006, 18:55

Boa noite,se houver interessados pode contar comigo e uma boa ideia :P :P
Vitor Anastacio criador de Psitacideos.
www.vitoranastacio1973.spaces.live.com

Miguel Isidoro
***
Mensagens: 247
Registado: quinta, 02/nov/2006, 16:21

Associação de criadores de fauna europeia

terça, 05/dez/2006, 20:50

Olá caro Armando.

A ideia parece-me muito boa e gostaria de saber em que moldes perspectiva a actuação desse clube.

Já agora de que fauna europeia? Só de fringilideos ou de todas as espécies da fauna europeia? Seria possivel englobar os fringilideos exóticos(cuja criação se assemelha mais à dos fringilideos europeus)?
Se calhar já me estou a empolgar mas é uma ideia que já defendo com um ou outro amigo há algum tempo...

Vamos a isso!!!!!!!!!!!!....................

Com os melhores cumprimentos

Miguel Isidoro

Avatar do Utilizador
Antonio Ferrao
***
Mensagens: 230
Registado: sábado, 14/out/2006, 23:11
Localização: Almada
Contacto: Sítio web

Fauna Europeia

quarta, 06/dez/2006, 10:20

Olá

A muito que defendo que deveria existir mais clubes especializados em varias Raças, como sabem faço parte de um que é o GCP, e digo-vos é necessario trabalho e dedicação por isso acho que a ideia é boa e quero que tenham sucesso.

cumprimentos-

Antonio Ferrão

Socio fundador do GCP

JGON
Mensagens: 20
Registado: terça, 14/nov/2006, 13:45
Localização: St MªFeira/Gaia/Porto

quarta, 06/dez/2006, 11:23

Já tive opurtunidade de falar um pouco acerca deste assunto com o Armando Moreira, e acho sinceramente que este é o caminho a seguir.
Teoricamente é possivel a posse e criação de aves da fauna europeia, embora, ao que pareça, na prática, as autorizações necessárias são uma miragem, pois a entidade que as concede, o ICN (instituto de conservação da natureza) não tem uma estrutura capaz de dar resposta eficaz ao pedido dos criadores. Esta instituição, como alguns saberão, tem sido "sangrada" de fundos e de meios nestes últimos anos por sucessivos cortes orçamentais, por isso a criação de uma associação (não um clube que pouco mais direitos tem que um nº de contribuinte) que sirva de ponto de partida e meio de pressão para que finalmente a legislação seja posta em vigor.

Toda a gente sabe: "A união faz força."



(editei esta mensagem apenas para acrescentar que ele reflecte única e exclusivamente a minha opinião que poderá ou não coincidir com a de outros membros)

Avatar do Utilizador
Diogo
Mensagens: 22
Registado: quarta, 08/nov/2006, 00:00
Localização: TROFA

Fauna europeia

quarta, 06/dez/2006, 12:21

Olá Armando!

A ideia é genial, serei participante de certeza, e mais penso que Portugal está muito atrasado nesse assunto, acompanho com assiduidade este tipo de criação em Itália e fico fascinado.

Um Abraço

Diogo Leão

JGON
Mensagens: 20
Registado: terça, 14/nov/2006, 13:45
Localização: St MªFeira/Gaia/Porto

quarta, 06/dez/2006, 12:47

Vi no site do AVESPT o anúncio da "ORNIEXPO" que está neste momento a decorrer perto de Badajos, fui visitar o site, e nem de propósito, um dos pontos em que a exposição e eventos associados se vão focar este ano é a criação e posse de aves representativas de espécies da fauna europeia :!: :D

Não pude deixar de transcrever este parágrafo que contém na sua essência aspectos muitos importantes do que deve ser a posse e criação destas aves.
Pero también ORNIEXPO, acorde con nuestra cultura actual, pretende priorizar la defensa de los valores medioambientales y especialmente de los valores de conservación de las especies salvajes y sus hábitats, promoviendo para ello la participación activa de organizaciones e instituciones públicas relacionadas con la conservación. Con este fin, se organizarán diferentes charlas y coloquios, para que aficionados y criadores tomen conciencia de la necesidad de preocupación por salvaguardar aquello que es objeto de su afición, apostando en ello por una cría ordenada en cautividad como medio para preservar las poblaciones salvajes; así, abordaremos temas como núcleos zoológicos, tenencia y cría de especies salvajes y/o protegidas, CITES, etc. De igual modo, se organizarán conferencias divulgativas que informen a los criadores de asuntos como manejos, veterinaria o cualquier otro de su interés o actualidad.
Os espanhóis terão os seus defeitos mas neste aspecto estão um pouco mais à frente do que nós, e quanto mais não seja, estão logo aqui ao lado :wink: .

Se alguém conhecer quem tenha ido ou vá, seria interessante recolher as opiniões.

joseveiga
Site Admin
Mensagens: 422
Registado: terça, 19/set/2006, 16:28
Localização: Braga - Portugal
Contacto: Sítio web

Fauna Europeia

quarta, 06/dez/2006, 23:27

Olá a todos!

Contem com o apoio do avespt.com para qualquer divulgação especial que for preciso...

Cumprimentos,

José Veiga
AVESPT.COM

Pintassilgo
Mensagens: 48
Registado: quarta, 25/out/2006, 13:55
Localização: Leça da Palmeira

Fauna europeia

quinta, 07/dez/2006, 00:56

Ora então para isso ca tou eu claro!! Os nossos passarinhos é que sao lindos!!!

Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
Mensagens: 1005
Registado: domingo, 15/out/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL
Contacto: Sítio web

Fauna europeia

quinta, 07/dez/2006, 10:50

Boas,

Estive lá ontem, tanto na ORNIEXPO como no Nacional de Espanha.

Para quem quiser fazer a viagem a nivel de ver fauna europeia vale a pena, embora não tenha uma grande variedade de espécies, tem muitos exemplares e variadissimas mutações:

Chamariz
Verdelhão
Lugre
Pintassilgo
Pintarroxo
Pintarroxo queixo-preto
Dom-fafe
Pardais
Tentilhão
etc...

Faltam bastantes espécies mais comuns no Norte da Europa, mas mesmo assim está interessante a parte de venda (ORNIEXPO). E em termos de mercado pareceu-me bastante movimentado e vivo.
Em relação à informação, organização, não concordo que estejam melhores que nós nem mais avançados, simplesmente estamos a comparar realidades diferentes já que em Espanha é permitido manter e criar estas aves à bastante tempo e aqui ainda estamos a começar a ver o que podemos fazer. O assunto já foi debatido e apresentado cá em debates e colóquios várias vezes ao longo dos últimos anos, é pena é que normalmente a audiência se resuma a 1-2 dezenas de pessoas.

Em relação à Associação de fauna europeia, bem juridicamente uma associação e um clube são a mesma coisa em termos práticos. Acho muito bem a ideia, posso ter algumas reservas quanto à capacidade de pressão, mas enquanto não começarem a aparecer estas aves então não temos NENHUMA capacidade de pressão. Alguém tem que começar e os principais interessados somos nós criadores, não as autoridades!
Ricardo M.
ImagemImagemImagem

Armando Moreira
Site Admin
Mensagens: 1263
Registado: sábado, 14/out/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL
Contacto: Sítio web

Pressão só a cerveja!

quinta, 07/dez/2006, 11:38

:D Olá JONG!

Não leve a mal a brincadeira do assunto... Pressão só na cerveja (fino) ou imperial como dizem no Sul... :D

Penso que a palavra chave é diálogo sim digo "DIÁLOGO" com as autoridade porque penso que todos temos a ganhar. Todos significa Estado e a Sociedade. Andar a fazer de conta, não resolve nada... Também concordo com o Ricardo meia dúzia de pessoas não sei se o trabalho que dá vale a pena...

Lembro a velha frase do presidente americano John Kennedy

" Não perguntes o que o teu país pode fazer por ti mas o que podes fazer pelo teu país"

acho que este é o caminho que nós os criadores devemos seguir em colaboração com as autoridades.

Quanto a forma ou nome que se queira dar é um simples formalismo, desde que seja reconhecido e devidamente legalizado junto das autoridades.

Uma atitude activa e não passiva é o que sinto que falta neste assunto... Estarmos a espera uns dos outros é perca de tempo, entretanto os estrangeiros avançam e nós ficamos a olhar...

Também, lamentos não nos levam a lado nenhum...

A palavra de ordem é como na anedota ... organizem-se... :lol:

Quem não conhecer a anedota eu conto via MP. é para maiores de 18 anos... :lol:

Com amizade

Armando Moreira

Xilgar
Mensagens: 6
Registado: sábado, 09/dez/2006, 20:04

Isso é que é uma atitude Positiva

sábado, 09/dez/2006, 21:28

Boa noite Sr. Armando Moreira!
Acho a ideia maravilhosa par quem gosta de criar estas aves em cativeiro... seria uma ideia genial concretizar esse sonho de poder criar especies silvestres de fringilideos em cativeiro..
Como um amigo afirmou numa mensagem anterior, a uniao faz a força..acho que estava na altura de mudar a nossa legislação em relação a este tema, da posse e criação de aves silvestres em cativeiro..
Um abraço para todos

Avatar do Utilizador
boavida
***
Mensagens: 224
Registado: domingo, 26/nov/2006, 01:16
Localização: Lisboa
Contacto: Sítio web

Fauna europeia

domingo, 10/dez/2006, 00:56

Saudações Fraternas ao Senhor Armando e ao resto dos interessados por este assunto.

Senhor Armando, penso que a criação de uma associação de criadores de Fauna Europeia , não é uma boa ideia, isto porque existem alguns clubes e associações, federações a quem o criador pode pedir esclarecimentos e "fazer" as pressões necessárias à criação das nossas amigas aves que podem estar conosco. Isto porque se paga uma quota, isto porque se pode participar, escrever artigos nos locais próprios. Seria mais lógico que as federações, a COM Portuguesa pensassem ou dessem a sua opinião em como dialogar junto das entidades competentes (ex. ICN) para a mudança e para a união ornitológica portuguesa. A mudança de mentalidade seria também um negócio rentável para todos isto porque, o mercado de aves gera milhões de euros/ano e para o qual a fiscalização económica, está lentamente à procura de quem foge aos impostos. Julgo que é uma mudança que não agrada nem ao pequeno criador nem ao grande criador de aves nem às lojas de animais.

Não querendo ser fatalista poderá acontecer (o que já começa a ter início) o fecho de algumas exposições não pela gripe das aves mas sim por uma questão económica. Se os clubes tivessem uma cooperação mais activa por parte dos criadores profissionais e amadores na partilha de conhecimentos, expostos publicamente, nas secções de cada espécie a história seria muito diferente em relação ao mundo ornitológico. Este conhecimento será necessário consoante a realidade de cada clube do nosso país. A importância das anilhas na identificação das aves tem de ser partilhada com toda a urgência. Isto porque quem compra uma ave normalmente não sabe de onde ela vem; comprar uma ave normalmente significa que durará o máximo de tempo na gaiola de quem a compra. Com isto quero dizer que a tendência do mercado iria mudar como o criador teria mais relevância na confiança de um leigo. A compra das anilhas não diz nada ao leigo, mas se houvesse informação que chegasse ao comprador, as coisas então iriam mudar. É fácil escrever umas palavras num forum mas é difícil por uma questão de tempo participar numa amena cavaqueira nos nossos respectivos clubes e associações onde muitas das vezes os criadores só vão comprar o "bilhete do ano" e as anilhas.

A competitividade nos negócios muitas das vezes necessita de organização e "cooperação" associativa. Dou o exemplo das diferentes exposições de aves no nosso país. Os criadores andam de um lado para o outro, de exposição em exposição por haver dias comuns e fazerem Kms com as aves. Não deveria, por exemplo, a COM ou as federações entrar num diálogo de concertação a fim de que o conteúdo das exposições fosse mais temático e específico, consoante o número de criadores existentes nas regiões e das necessidades que os compradores expressam?

Se o amigo Armando me explicar o canto do tentilhão, seria uma oferta de Natal excelente. :lol:

Armando Moreira
Site Admin
Mensagens: 1263
Registado: sábado, 14/out/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL
Contacto: Sítio web

Desculpe nas discordo em parte!

domingo, 10/dez/2006, 12:02

:) Olá Boavida!

Caro amigo gostaria de ter notícias do que estarão a fazer as associações e os clubes neste assunto (aves domesticadas da fauna europeia). Lembro-me duma frase que li algures que diz o seguinte: "Quando não contribuímos para a solução é porque fazemos parte do problema".Por isso respeitosamente discordo do seu primeiro paragrafo.

Quanto ao seu segundo paragrafo, apetece-me dizer que todos temos aquilo que merecemos. Concordo genericamente com algumas das suas ideias. Basta analisar o que se passa neste fórum. São sempre os mesmos a puxar a carroça... sem qualquer intenção ofensiva, apenas quero provocar o riso dos mais malandros e bons rapazes...:D


A competitividade somos nós que a fazemos. Aproveito a oportunidade de lhe dar os parabéns pelo seu blog. Tem muita informação, respira muito trabalho e dedicação às aves nota-se a sua paixão pela ornitofilia...

Quanto ao canto do tentilhão não é a minha especialidade, não sei tudo...


Peço o favor de me tratarem só pelo meu nome . Somos todos Senhores... :D Obrigado!

Com amizade e respeito, :)

Armando Moreira

dancker
Mensagens: 28
Registado: quinta, 02/nov/2006, 20:07

fauna europeia

quarta, 13/dez/2006, 19:06

Caros amigos, eu ainda sou do tempo de visitar exposiçoes com aves indigenas, e como sou novo, não foi assim à tanto tempo, por vezes quem está nos institutos de conservação nao tem uma visao muito alargada da real situação e da real solução. O principal objectivo da proibição esta na pretençao de que se perca um pouco o habito dos passarinheiros, e esta foi a soluçao encontrada pelo icn, mas as mentalidades nao se mudam de um dia para o outro, e como tal, se ha necessidade de abastecer o mercado, isto é, se ha grande procura das aves indigenas, ha que fornecer, e desse modo, os passarinheiros capturam as aves e fazem muito dinheiro expoliando o que é de todos nós e dos nossos filhos. Chegando se ao cumulo de fazerem exportaçoes, enviando as centenas de pintassilgos, dom fafes e tentilhoes, para paises nordicos. Até miudos ucranianos aparecem por ai com gaiolas cheias de pintassilgos capturados com visgo. Afinal de contas quem esta a lucrar com a proibição, é quem captura, nao é a natureza. Se se consegui se abastecer o mercado de aves criadas em cativeiro, os ditos passarinheiros perdiam o controlo do negocio, e a natureza so ganhava. Mas como tudo no nosso país, ou 8 ou 80. Quem esteve nas exposiçoes espanholas ficou decerto maravilhado como eu, mas de facto os preços sao muito altos, mas com a ajuda de todos, decerto que os pintassilgos nao sao mais dificeis de tirar do que um canario frisado, basta lhes dar as codiçoes, que tudo se torna facil, e assim os preços podem baixar.

Nao querendo atacar ninguem que tem o vicio do silvestrismo, pois tambem se trata de uma arte, e como tal deve ser respeitada, mas com controlo, e nao se tornando numa caça furtiva.

Abraço a todos

Voltar para “Fringilídeos e Fauna legalizada, inc. híbridos”