Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

Canto do Tentilhão

domingo, 08/mar/2009, 16:29

Antes de mais informo que o que vou publicar a seguir pretende ser apenas um contributo para que todos os interessados possam aprender um pouco sobre esta matéria e são apenas alguns exemplos, não estão de modo algum reflectidos todos os casos possíveis e duvido que alguém consiga enumerar todos os casos. Portanto esta ideia pode e deve ser desenvolvida por todos aqueles que se sintam capazes para o fazer. Dito isto aqui vai:

Um tentilhão pode ter de 1 a 5 cantigas diferentes, sendo tão raros os que cantam apenas uma cantiga como os que cantam 5 cantigas, sendo os mais vulgares os que cantam 2 ou 3 cantigas diferentes, existe quase sempre uma cantiga forte ou dominante e que alterna com as outras que o pássaro possua, assim os pássaros cantam a cantiga dominante 8 ou 9 vezes seguidas e depois muda para outra sequencia de 5 ou 6 cantigas de um outro cantar diferente e se possuir mais cantigas pode introduzir as diferentes sequencias de modo completamente aleatório.

O canto do tentilhão caracteriza-se por uma sequencia mais ou menos rápidas de sílabas muito vibrantes que duram de 2 a 5 segundos e só está completo quando executado o remate, sendo que o canto é composto pela pega, o meio e o remate. O remate é a parte mais importante do canto do tentilhão e que determina quais os bons e os maus cantares, o remate é como que um ponto final na cantiga do pássaro.

PEGA
A pega é o arranque da cantiga, normalmente em crescente e são apreciadas as pegas em trim, tuim, kish kish.

MEIO
É por norma a parte mais alta do canto do pássaro e com repetições de uma ou duas sílabas diferentes BieuBieu, PlimPlim, TuimTuim, ToimToim, CasCas, DesCasCas entre outras.

REMATE
Existem diversos remates que passo a descrever do melhor para os piores: CHEU (bom), GEU (tolerável), CHUIM ou CHUEU ou BEU (todos de má qualidade). Existem alguns remates que se percebe perfeitamente que são remates e que não se conseguem traduzir por sílabas.
Outra particularidade importante no remate é que geralmente é precedido de 2 sílabas repetidas ou não e que lhe dão o nome.

REMATES EM CHEU
TRRUCHEU, INTOTOCHEU, TOTOCHEU, TOIMTOIMCHEU, TURURUCHEU, TARARACHEU, BEBECHEU, REBEBECHEU, COCOCHEU, BIBLIOCHEU , DEUDEUCHEU e RITOCHEU.

REMATES EM GEU
Todos os remates acima indicados também são possíveis em GEU.

REMATES EM CHUIM
TRRUCHUIM, BEBECHUIM, DEUDEUCHUIM e não conheço mais.

OUTOS REMATES
CHIBEU, RICHIGEU, RINGUEU, BEUBEUCHUEU, RICHEU (atenção que este não é um cantar bom, deriva da supressão da sílaba TO de um cantar RITOCHEU.

Para que se possa perceber o que é uma boa cantiga de tentilhão observem as estruturas a seguir indicadas.

TrimTuimTuimDesCasCasTrruCheu
KishKishBieiuBieuTururuCheu

Pedro M E Fernandes
Mensagens: 8
Registado: terça, 16/dez/2008, 19:14

segunda, 09/mar/2009, 17:20

Nao sei se importa mas aqui está um canto do tentilhao http://ruimartins.com.sapo.pt/Pag-45.htm#TENTILHÃO

Avatar do Utilizador
boavida
***
Mensagens: 224
Registado: domingo, 26/nov/2006, 01:16
Localização: Lisboa
Contacto: Sítio web

segunda, 09/mar/2009, 20:11

Pedro a foto é interessante mas cantar....
Desde já agradeço o esclarecimento que o zé tuga está a dar!
São informações muito interessantes escritas em Português para Portugal no AvesPt ! thanks Obrigado! 8) :D

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

Canto do Tentilhão

quinta, 12/mar/2009, 00:57

Boas,

Num tópico anterior vi umas comparações entre o código de canto do tentilhão e o código de canto do pintassilgo tenho a acrescentar que:

São códigos completamente diferentes, os pintassilgos são capazes de encadear na sua cantiga corrida diversas sequências de forma aleatória o que faz com que as cantigas raramente sejam iguais, no caso do tentilhão os pássaros cantam sempre a mesma cantiga da mesma forma, a única alternância que pode fazer é entre cantigas.

Tambem já vi o codigo espanhol para o canto do pintassilgo, mas não conheço ninguem em Portugal que se dedique a essa prática nem que se preocupe em ensinar pintassilgos segundo esse codigo, já ouvi algumas cantigas com determinados nomes constantes desses código ai pela internet e eram executadas por hibridos e tenho duvidas que algum pintassilgo as possa executar, mas tudo é possivel... e do canto do pintassilgo eu não posso falar por desconhecimento.

Creio que o tentilhão continua a ser uma ave mais complexa do ponto de vista comportamental e por isso mesmo mais interessante.

Numa proxima oportunidade voltarei ao tema até breve.

João Pedro
***
Mensagens: 79
Registado: sexta, 06/abr/2007, 22:45
Localização: casa, muitas vezes cama

quinta, 12/mar/2009, 22:40

Boas

ainda n percebi muito bem isto dos códigos...
para ensinar uma ave a determinado código, só com o rádio ligado certo?
aonde é q se encontram esses códigos?para pintassilgos

abraço

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

Canto do Tentilhão

sexta, 13/mar/2009, 22:28

Caro amigo,

Eu estava numa de promover o canto do tentilhão, mas é só fazer umas pesquisas e pronto, cá vão os links...

Explicação sobre o codigo espanhol de canto do pintassilgo
http://foro.jilguero.es/viewtopic.php?t=807

CD Canto Jilguero Campero de Madrid- Hnos. Martin Sanz
http://uploaded.to/?id=61du9j

julio moreira
***
Mensagens: 83
Registado: segunda, 19/fev/2007, 21:49
Localização: cascais

sábado, 14/mar/2009, 14:14

Boas o que o ZE TUGA fala e verdade a respeito aos cantares dos tentelhoes,cada zona do pais,europa as melodias sao todas diferentes,ao uns anos em almada,bela vista, ajuda lisboa havia concursos de tentelhoes quantidade de cantigas por 15min.Tambem a certas pessoas e zonas em que essas aves estao em vias de extinção tais como a zona oeste onde os caçadores (uma amostra de passarenheiros) que na altura do CIO apanhao tudo, quem sabe da materia sabe o que estou a falar.
E a respeito aos pintassilgos e quase igual :cry:

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

Canto do Tentilhão

domingo, 15/mar/2009, 23:25

Boas

Por acaso estava a desenvolver o tema dos concursos de canto onde tambem passo pelos tópicos indicados pelo Julio Moreira, mas numa versão um pouco mais detalhada para que se perceba melhor, eu entendo o que ele pretende transmitir. mas admito que os menos entendidos fiquem na mesma.

A proposito, alterei o nome de Ze Tuga para Brancolas, mas sou o mesmo como podem ver pela apresentação que fiz hoje.

Saudações ornitologicas

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

Canto do Tentilhão

terça, 17/mar/2009, 14:57

Abordando agora o tema que envolve os concursos de canto, considero que não se trata de uma actividade com grande interesse e utilidade pelos seguintes motivos:

A primeira razão prende-se com o facto de no passado se terem cometido grandes barbaridades em nome de uma boa prestação em concurso, tais como cegar os pássaros ou dar-lhes suplementos alimentícios em exagero com o objectivo de os acelerar nas cantigas para vencer o concurso e 15 dias ou 1 mês depois a ave atinge a fadiga e rebenta como se diz na gíria dos passarinheiros.

A segunda prende-se com o facto de ser desvirtuada a cantiga da ave, ou seja, para um concurso não é necessário que a ave tenha um bom canto, apenas é necessário que remate a cantiga e que seja combativa para não se calar perante os outros concorrentes.

É raro um pássaro que cante bem ganhar um concurso de canto, porque uma boa cantiga, aquela que soa bem ao ouvido provavelmente dura cerca de 3 a 4 segundos a executar, logo um pássaro com um bom cantar está em desvantagem competitiva com um pássaro que possua uma ou duas cantigas em tititichibeu ou semelhante e que levam apenas 2 segundos a executar, partindo do principio que a fadiga muscular da garganta também é um factor importante e que uma cantiga de 3 ou 4 segundos é mais exigente para a garganta da ave, é fácil um pássaro com mau cantar terminar um concurso com o dobro das cantigas de um pássaro com um bom cantar.

Dos contactos que tive com os vinkeniers belgas percebi que existe exactamente o mesmo problema, as cantigas que me enviaram alem de intragáveis eram curtas, porque a selecção é feita com objectivo de poderem cantar 600 ou 700 cantigas numa hora.
Tanto na Bélgica como em Portugal existe uma infinidade de concorrentes que não têm um pássaro que cante bem e onde a principal motivação é apenas de ganhar prémios e fazer negocio com os campeões.

Felizmente que por cá ainda vão existindo uma meia dúzia de velhotes que não se interessam muito pelos concursos, que preferem conservar pássaros com determinadas cantigas que já se encontram praticamente extintas na natureza e transmiti-las de geração em geração de tentilhões.

Não tenho presentes as regras dos concursos Portugueses nem as distancias a que os pássaros são colocados nas mesas, mas se for de grande interesse para a comunidade posso recolher essa informação. Sei que na Bélgica concorrem todos os participantes ao mesmo tempo com 2,5 ou de 3 metros entre pássaros dependendo do espaço disponível e número de concorrentes. Utilizam uma régua em que são marcadas só as cantigas rematadas em CHUIM durante uma hora.

Como já tive oportunidade de ler aqui no forum "O Dinheiro mata o Pássaro".

Para a próxima, vou abordar outro tema, a alteração dos critérios ou standards de canto/diminuição de cantares. Entretanto aguardo comentários.

saudações

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

sábado, 21/mar/2009, 00:03

Caros amigos,

O que me fez participar neste fórum foi o lamento aqui postado, sobre a falta de depoimentos referentes a este tema, creio que a principal razão se prende com o facto de que o pessoal dos pássaros, os verdadeiros passarinheiros, com sabedoria para poderem ilustrar convenientemente esta actividade são maioritariamente idosos e pouco dados a computadores, internet e fóruns, preferem juntar-se aqui e ali em pequenos grupos com os seus passarinhos a beber uns copos e contar histórias antigas.

Mas a história não é famosa. Vejamos…

Esta actividade centenária difícil de apreender e decifrar, onde são necessários bons professores, muita experiência e gosto pela actividade para que se consiga aprender a identificar bem os diferentes tons, por diversas vezes já tive a oportunidade de tentar mostrar ao cidadão comum a imensa diversidade de cantos que existem e posso dizer que não é uma tarefa fácil e é comum dizerem que soa sempre tudo ao mesmo.

Outra consideração que posso fazer é que existem cada vez menos entendidos na matéria, não estou a dizer que existam menos praticantes, estou a dizer que entendem cada vez menos do assunto porque existem actualmente menos variedades de cantos, logo os seus conhecimentos vão se tornando reduzidos e ignoram a história, não sabem que os pássaros mais apreciados à 40 anos eram os borda dagua da zona de Alverca/Vila Franca e desapareceram, depois foram os de Torres Vedras e desapareceram, em todo o Oeste estão a desaparecer.

Esta falta de conhecimento tem como consequência directa a alteração do código de conduta do “passarinheiro”. Tornam-se vitimas dos seus próprios erros grosseiros ao continuar a capturar aves em plena época de criação quando estão na máxima força do canto, continuam a rapar tudo o que encontram e resultado é a extinção de mais cantos e em algumas zonas do país mais famosas pelas boas cantigas a extinção da própria espécie.

É curioso que ao conversar com os passarinheiros, todos se queixam do mesmo, que rapam tudo, que não sei quê que não sei que mais…, mas continuam a ir ao cio, mesmo que apanhem só dois ou três pássaros é mau e impediram a reprodução, vai outro passarinheiro a seguir e faz a mesma coisa, o resultado prático é que RAPAM TUDO NA MESMA.

Ao reduzir o leque das boas cantigas a zero, leva a outra desgraça imediata, alteram dos critérios “standards” das boas cantigas de tal forma que já praticamente ninguém tem vergonha de ter um CHUEU ou um CHIBEU em casa.

Saudações a todos

Avatar do Utilizador
paulosousa
***
Mensagens: 77
Registado: sábado, 03/mai/2008, 18:46
Localização: sevilha
Contacto: Sítio web

terça, 24/mar/2009, 20:30

essas aves tambem se pode ensinar de pequenos quando começam a carriçar.melhores cantos castelo branco e bonbarral onde os passarinheiros os apanhavam ao cio.o canto que gostava mais uitauitatocheu,ritocheu bom para concurso,bebecheu cantiga longa e feia quanto a mim.fora os passaros aldrabões que não arrematam a cantiga. e os medricas que so miam suitsuit hirthirt ect.passaros tesos cantam até encostados, até o outro deixar de cantar ou então é um e outro a cantar. outros nem á 10 metros cantam so miam.

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

quinta, 26/mar/2009, 00:13

Ora até que enfim que aqui esta mais alguem que sabe da coisa.

Sobre zonas não tenho grandes conhecimentos porque me recuso a apanhar pássaros ao cio e como tal não sei relacionar as zonas com os cantares, lanço aqui esta ideia:
Construir um mapa, talvez por distritos, com as cantigas correspondentes´, se alguem puder contribuir com esse tipo informação agradeço.

Conheço muitas cantigas mas por conviver com grandes passarinheiros, muitos já falecidos, mas era tudo gente que guardava segredo sobre as zonas de actuação e por esse motivo nunca desenvolvi esse conhecimento.

Saudações

pedro376h
Site Admin
Mensagens: 1750
Registado: sexta, 13/abr/2007, 11:09
Localização: águas boas - oliveira do bairro
Contacto: Sítio web

quinta, 26/mar/2009, 00:46

boas,
eu desconhecia completamente os assuntos aqui tratados, mas tenho gostado de ler, porque é sempre interessante conhecer-mos outras "artes".

continuem... :wink:
um abraco,
pedro duarte
visite http://pedroduarte.blogspot.com

Avatar do Utilizador
paulosousa
***
Mensagens: 77
Registado: sábado, 03/mai/2008, 18:46
Localização: sevilha
Contacto: Sítio web

quinta, 26/mar/2009, 22:38

eu conheço tentilhões e outros desde de miudo. não capturei ao cio mas se enganam quando apanhavam um ia outro para o territorio desse so se fosse gente doida apanhar mesmo em epoca de criação isso não sei.na altura da passagem estas aves não cantam pois estão na muda tem de se antecipar a muda destas so pinpilham.nessa altura tambem se apanhavam aves com cantos diferentes. mas todos juntos quando eram aves novas agarram o canto e fica tudo igual outros imitam a cantiga de uns as vezes boas e a estragam por ter copiado pelos outros.se na passagem viessem do mesmo sitio o canto era praticamente igual mas vinham alguns do estrangeiro e outros de cá que saiem dos pinhais e se juntam aos outros nessa altura a abundancia de comida terrenos lavrados e formiga de asa que levanta.tem seculos isto dos tentilhões á muitos anos era eu miudo vi uma reportagem na rtp de apanharem ao cio.á muita gente com essas aves ainda desde novos a velhos e continuam a passea los cafés ect é coisa que nunca acaba eu tambem ja não via á muitos anos pessoal mas no outro dia dei uma saida e posso dizer eram mais de 50 a passear as aves isto so numa zona e a espalha las para cantarem mais novo devia ter 15 anos e velhotes ai com 60 e mais.fora pintassilgos tapados tambem havia alguns lá.nisso das zonas de cio não sei sabia isso de miudo pois tambem tive muitos e aprendi com os mais velhos mas como depois nunca mais vi o pessoal mas sei que ainda teem.so cheguei apanhar era na passagem quando era miudo hoje em dia ando a tentar criar essas aves em gaiolas em viveiro ja tive.um abraço

Avatar do Utilizador
Brancolas
***
Mensagens: 120
Registado: sexta, 06/mar/2009, 23:38

sexta, 27/mar/2009, 01:49

Boa noite,

Passei pelo forum só para ver como estava o tópico e ocorreu-me outra constatação, até agora só conheço gente de Lisboa dedicada a esta actividade dos tentilhões, existiam muitos passarinheiros na antiga Lisnave, no porto de Lisboa, na zona da Parede.

Reparei também quando era comercial na zona de Setúbal que existiam muitos pintassilgos, mestiços e cruza bicos nas varandas dos prédios mas nunca vi tentilhões.

Quando estive na tropa no Algarve também conheci alguns passarinheiros na zona de Olhão e Monte Gordo, esses sei que conheciam o tentilhão por "Pincel" mas não dominavam os dialectos ou cantigas.

Gostava de saber se fora de Lisboa também existem conhecedores desta actividade.

Saudações

Voltar para “Fringilídeos e Fauna legalizada, inc. híbridos”