Criação de pintassilgos

Fauna silvestre Europeia, Americana, Híbridos: Pintassilgos, Verdilhões, Tentilhões, Cardinalitos, Xanthogastras, Magellanica, etc.

Moderador: Armando Moreira

Mensagempor samuel » quarta, 27/jun/2007, 19:07

Bem sei que não devia incomodar a pintassilga, mas ela apresse ter muita paciência.
Costumo ir 4 vezes por dia ao aviário e ela não tem saído do ninho, limita-se a aninhar-se ainda mais e a permanecer imóvel.
O melhor seria colocar comedouros de maiores dimensões de modo a nem sequer lá ir todos os dias, mas a curiosidade é muita.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor _Tiago_Oliveira__ » quarta, 27/jun/2007, 19:15

olha que a curiosidade matou o gato... se ela enjeita prontos... Se fosse a ti continuava a ir ao aviario 1 vez por dia, mas não 4 e ponha-lhe comedouros maiores!
Avatar do Utilizador
_Tiago_Oliveira__
***
 
Mensagens: 118
Registado: quarta, 22/nov/2006, 22:18

Mensagempor Miguel Isidoro » quarta, 27/jun/2007, 20:37

Olá a todos,

Samuel, vou dar a minha opinião, realçando que já criei muitas espécies de fringilideos mas não tenho muita experiência com pintassilgos.

Creio que devia seguir as indicações do Carlos Costa relativamente aos ovos.
É verdade que na Natureza ninguém retira os ovos mas, não é menos verdade que em cativeiro as fêmeas têm tendência para começar o choco logo após a postura do 1º ou 2º ovo. O resultado é na generalidade dos casos a morte da(s) ultima(s) cria(s)...

Relativamente à separação do macho acho que deveria esquecer tudo o que se diz e julgar em função do seu macho. não é em função do macho do amigo ou do vizinho etc, é do seu macho! Se ele não incomoda a fêmea se, eventualmente, até a alimenta...Porquê separar????

Quanto aos hábitos e rotinas, acho que não devia alterar nada. Se a sua fêmea se sentiu suficientemente segura para construir um ninho e para chocar, porquê mudar?

Na minha opinião, a melhor maneira de lidar com esta fase da vida do seu casal, é agindo com toda a naturalidade, sem grandes alterações às rotinas...

Com os melhores cumprimentos,

Miguel Isidoro
Miguel Isidoro
***
 
Mensagens: 247
Registado: quinta, 02/nov/2006, 17:21

Mensagempor samuel » quarta, 27/jun/2007, 21:25

Da última visita que fiz ao aviário, vi algo muito interessante.
A pintassilga que não está acasalada, começou a fazer um ninho de raiz(sem que eu tenha colocado nenhum ninho de compra).
Embora seja trabalho inútil, pois ela não tem macho.
Ou será que um macho pode acasalar com duas fêmeas??
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor Miguel Isidoro » quarta, 27/jun/2007, 22:06

Olá a todos,

Nada é impossível mas, se quiser ter 1 macho para duas fêmeas, tem de ver como ele reage na presençada segunda fêmea.

Três possibilidades acabam de se abrir à sua frente:

1) deixa o macho com a fêmea actual e não obtém, seguramente, nada da segunda.

2) coloca o macho todos os dias durante algumas horas junto da segunda fêmea para ver se a fecunda e... regressa após estas "escapadelas" junto da fêmea "legítima"

3) uma vez que a fêmea "legítima" já está a pôr, deixa que acabe a postura e, quando tal tiver acontecido, retira definitivamente o macho e coloca-o junto da segunda fêmea (não o voltando a juntar à primeira fêmea)

A decisão terá de ser sua tendo em atenção o que prefere e, o que as suas aves lhe permitirem.

Bem sei que nas 2 respostas que dei fui (conscientemente) vago mas, nestas coisas de comportamentos na reprodução, a única regra é que não há regras absolutas!

Com os melhores cumprimentos,

Miguel Isidoro
Miguel Isidoro
***
 
Mensagens: 247
Registado: quinta, 02/nov/2006, 17:21

Mensagempor _Tiago_Oliveira__ » quinta, 28/jun/2007, 01:30

Podias por uma fotos do aviario e das aves!
Avatar do Utilizador
_Tiago_Oliveira__
***
 
Mensagens: 118
Registado: quarta, 22/nov/2006, 22:18

Mensagempor samuel » quinta, 28/jun/2007, 10:29

Os pintassilgos estão todos no mesmo voador, o macho convive com as duas fêmeas ao mesmo tempo, mas dá sem duvida mais atenção à que começou primeiro, com a qual forma um par ( para onde ela voa, ele vai atrás).
A outra pintassilga é ignorada pelos outros, mas contudo começou a construir um ninho, a cerca de 50cm do outro ninho.
Por isso eu não posso forçar nada, se o macho der uma facadinha no matrimónio, eu agradeço.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor samuel » quinta, 28/jun/2007, 18:37

Amigos, o pior aconteceu.
Os ovos da pintassilga caíram do ninho, e um deles partiu.
Logo ao cair da noite vou separar o macho e a outra fêmea, desta forma espero conseguir que ela choque pelo menos dois ovos.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor samuel » quinta, 28/jun/2007, 22:25

Boas noites a todos.

Talvez, já não haja esperança.
A pintassilga abandonou o ninho.
Mas que raio de machos são estes que não deixam as fêmeas descansadas, se ela amanhã não tiver colocado outro ovo, separá-los-ei três ou quatro dias e tentarei de novo. Deve ser inútil, mas é com os erros que se aprende.
Agradecia que espessassem as vossas opiniões e obrigada por todos os conselhos que me deram.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor samuel » quinta, 28/jun/2007, 22:25

Boas noites a todos.

Talvez, já não haja esperança.
A pintassilga abandonou o ninho.
Mas que raio de machos são estes que não deixam as fêmeas descansadas, se ela amanhã não tiver colocado outro ovo, separá-los-ei três ou quatro dias e tentarei de novo. Deve ser inútil, mas é com os erros que se aprende.
Agradecia que espessassem as vossas opiniões e obrigada por todos os conselhos que me deram.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Opiniao e conselho

Mensagempor Armando Moreira » quinta, 28/jun/2007, 22:46

:D Ola a Todos!

Samuel muita calma, paciência saber observar e tentar entender a razão do seu comportamento.

Temos de ter esperança, deixe o casal sossegado, na minha perspectiva separá-los não resolve nada, apenas vai criar stress no casal.

Criar aves não é montar "Legos", sim aquelas pedrinhas de encaixar :lol: . As aves são seres vivos com necessidades individuais e se as condições para criação não estiverem reunidas, devemos criar essas condições.

Por isso aconselho calma, ... muita calma porque na criação a calma é fundamental o stress funciona sempre contra... :wink:

Esta é a minha modesta opinião.

Com amizade, :)
Avatar do Utilizador
Armando Moreira
Site Admin
 
Mensagens: 1261
Registado: sábado, 14/Oct/2006, 22:38
Localização: Maia - PORTUGAL

Mensagempor samuel » sexta, 29/jun/2007, 12:19

Bom dia amigos.
Pode não ter sido um método muito ortodoxo, mas resultou, hoje por volta das 8.
30H retirei o macho do voador.
Visto que fêmea já estava de novo no ninho e pôs outro ovo, ao qual já juntei o que o macho tinha tirado do ninho.
Agora é só esperar 16 dias para ver se há resultados.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor Miguel Isidoro » sexta, 29/jun/2007, 12:21

Olá a todos,

Samuel, não leve a mal mas não percebi bem o seu raciocinio.

Tem 2 fêmeas e 1 macho num viveiro. Certo?
Acontece um problema com os ovos - a culpa é do macho porque....... :?: :?: :?:

Viu o macho a fazer alguma coisa ou está só a presumir?

Repare, não estou a dizer que não foi ele! Só acho estranho, se não assistiu, culpar o macho e excluir liminarmente as duas fêmeas.

É que, na verdade, pode ter sido numa disputa entre as duas fêmeas que os ovos se partiram ou pode a segunda fêmea ter deliberadamente partido os ovos, ou pode a fêmea do casal ter destruido os seus próprios ovos (esta ultima parece mais improvável). Porquê culpar logo o macho?

Como sabe na Natureza os pintassilgos são monogamicos. É pois natural que, atendendo às dimensões do viveiro, ter lá 2 fêmeas leve ao surgimento de problemas.

Penso que deveria seguir o conselho do Armando e agir com muita calma.

Também não seria má ideia retirar a segunda fêmea...

É claro, é só uma opinião...

Com os melhores cumprimentos,

Miguel Isidoro
Miguel Isidoro
***
 
Mensagens: 247
Registado: quinta, 02/nov/2006, 17:21

Mensagempor samuel » sexta, 29/jun/2007, 18:41

Boas tardes.
Em resposta ao senhor Miguel Isidoro, juntamente com o macho também retirei a outra fêmea.
E de facto eu assisti a um acontecimento que me leva a concluir que foi o macho o responsável, há dois dias, enquanto tratava os canários, observei o macho a aproximar-se do ninho, forçou a fêmea a sair e de seguida retira um pedaço de algodão do forro do ninho.
Avatar do Utilizador
samuel
****
 
Mensagens: 253
Registado: sexta, 22/jun/2007, 14:58
Localização: Coimbra

Mensagempor Miguel Isidoro » sexta, 29/jun/2007, 22:22

Olá a todos,

Samuel, antes de mais, "senhor Miguel Isidoro" é muito pesado e custa a escrever... :wink: Trate-me só por Miguel :lol:

Quanto ao que descreveu, diria que, se tem a convicção de que é o macho o responsável, com base nas suas observações, então pode tentar o "sistema da rotação": deixa-o com uma fêmea até esta acabar a postura e depois coloca-o junto da outra...

Boa sorte.

Com os melhores cumprimentos,

Miguel Isidoro
Miguel Isidoro
***
 
Mensagens: 247
Registado: quinta, 02/nov/2006, 17:21

AnteriorPróximo

Voltar para Fringilídeos e Fauna legalizada, inc. híbridos

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Google [Bot] e 1 visitante