RicardoBarros
Mensagens: 15
Registado: quarta, 28/jul/2010, 10:13

Melhoramento de côr e porte

quarta, 22/jun/2011, 20:32

Melhoramento de côr e porte
Uma das tecnicas usadas para melhorar a cõr e o porte das aves é a seguinte:

1 Macho, 2 Fêmeas:


Acasala-se o macho com as duas femeas (uma de cada vez, claro)

Dos filhos da Fêmea1 e da Fêmea 2 formam-se um ou mais casais e obtem-se as crias desejadas.

Das filhas que sairem de ambas as fêmeas vai-se acasalar uma fêmea com o pai e obtem-se as crias desejadas.


De entre os filhos daí resultantes poderão fazer-se mais casais...

Este principio básico aplica-se não tendo em conta se as mutações são recessivas, dominantes ou dominantes ligadas ao sexo. Ao acasalar as aves já tem de se ter isso em conta, bem como as aves portadoras que surgem desses acasalamentos e trabalhar com elas para se atingir o objectivo pretendido.

http://avesdoricardo2.blogspot.com/sear ... %C3%A9tica

EU queria saber se isto é possível sem prejudicar as aves, acasalar filhas com o mesmo pai mesmo que não sejam da mesma mãe.

Avatar do Utilizador
João Primo
***
Mensagens: 68
Registado: domingo, 13/jun/2010, 22:59

Re: Melhoramento de côr e porte

quarta, 22/jun/2011, 22:57

Boas amigo Ricardo

Quanto às duvidas que apresentou neste tópico, parecem-me bastante pertinentes e oportunas!!
Vou tentar ajudar! Quanto a cruzar pai com filha é mais perigoso e se tivermos a falar de aves já trabalhadas pode de facto correr mal!! Esse tipo de cruzamento justifica-se mais quando se quer aproveitar uma mutação.. mais do que em relação ao aumento de porte e trabalho em cor!! isto porque as crias vão sair com 75% de sangue do pai e apenas 25% de sangue não consaguineo, é arriscado!!

Quanto a cruzar meios irmãos é uma boa politica para quem sabe o que está a fazer... Mais uma vez é border line... estamos a falar de 50% de consaguinidade directa na descendência é preciso que haja pouca consaguinidade nos cruzamentos anterirores e como tal um conhecimento sobre as gerações anteriores!! Esses cruzamentos são como um campo minado... é preciso saber onde se está pisar!! Lol

Cumprimentos

Voltar para “Genética”