Criar melro

Aves cuja alimentação base são os insectos (ex: Rouxinol)

Re: Criar melro

Mensagempor Daniel Castro » quarta, 29/mai/2013, 21:10

1- Sim, faço criação, mas como é óbvio, não vou soltar os meus psitacídeos aqui ( nem em lado nenhum pois não se adaptavam e morreriam) pois ou morreriam, tal como referido anteriormente ou se se conseguissem adaptar iriam arruinar as nossas espécies autóctones, sabe o que são espécies autóctones?
2- Ao criar em cativeiro, os criadores estão a assegurar uma rede genética suficientemente estável para que, se algum dia ocorrer alguma "catástrofe" biológica/genética, seja possível a reintrodução da espécie no seu habitat, percebeu ou quer que explique melhor?
3- Eu não disse que para um roseicolli era uma gaiola "maiuscula", mas os melros são umas espécie dificil de criar em cativeiro e precisam de muito espaço, ainda por cima com a primeira geração em cativeiro, acho que irir ter azar na criação amigo, just saying.
dangabanimals.blogspot.com
Daniel Castro
***
 
Mensagens: 128
Registado: domingo, 24/jun/2012, 10:40

Re: Criar melro

Mensagempor yeSh » quarta, 29/mai/2013, 21:12

petrum Escreveu:és de longe sou do porto. opah se fosses a pensar em especeis para isso liberta os teus pássaros todos é tudo mesma coisa


na verdade tabém não é bem assim porque não sobreviveriam mas para estarem em cativeiro é porque já tiveram de retirar outras gerações da vida selvagem mas é como eu digo tudo é com base de dinheiro.
Avatar do Utilizador
yeSh
****
 
Idade: 31
Mensagens: 319
Registado: quinta, 07/mar/2013, 00:08
Localização: Setúbal

Re: Criar melro

Mensagempor petrum » quarta, 29/mai/2013, 21:15

foi uma maneira de falar... o melro não morre la por isso não vejo prolema
petrum
 
Mensagens: 25
Registado: quinta, 16/mai/2013, 17:56

Re: Criar melro

Mensagempor yeSh » quarta, 29/mai/2013, 21:21

Daniel Castro Escreveu:1- Sim, faço criação, mas como é óbvio, não vou soltar os meus psitacídeos aqui ( nem em lado nenhum pois não se adaptavam e morreriam) pois ou morreriam, tal como referido anteriormente ou se se conseguissem adaptar iriam arruinar as nossas espécies autóctones, sabe o que são espécies autóctones?
2- Ao criar em cativeiro, os criadores estão a assegurar uma rede genética suficientemente estável para que, se algum dia ocorrer alguma "catástrofe" biológica/genética, seja possível a reintrodução da espécie no seu habitat, percebeu ou quer que explique melhor?
3- Eu não disse que para um roseicolli era uma gaiola "maiuscula", mas os melros são umas espécie dificil de criar em cativeiro e precisam de muito espaço, ainda por cima com a primeira geração em cativeiro, acho que irir ter azar na criação amigo, just saying.


1- Claro que compreendo que iriam morrer mas pelo que você diz "não acha bem ver uma ave dentro de uma gaoila a ir contra as grades" então não devia criar aves, para não as ver ir contra as redes.

2- nem precissava de explicar da forma que explicou porque dessa forma todos sabem agora falta saber se você o faz porque novamente não se referiu apenas referiu "os criadores".
e já que fala nisso porque não criar melros para também asegurar para uma quem sabe catastrofe.

3- azar tem quem não se informa/estuda ou não se dedica à criação de algo.
Editado pela última vez por yeSh em quarta, 29/mai/2013, 21:32, num total de 1 vez.
Avatar do Utilizador
yeSh
****
 
Idade: 31
Mensagens: 319
Registado: quinta, 07/mar/2013, 00:08
Localização: Setúbal

Re: Criar melro

Mensagempor petrum » quarta, 29/mai/2013, 21:25

1 :D
2 :)
3 :lol:
petrum
 
Mensagens: 25
Registado: quinta, 16/mai/2013, 17:56

Re: Criar melro

Mensagempor Daniel Castro » quarta, 29/mai/2013, 21:38

1- SÃO AVES NASCIDAS, CRIADAS E REPRODUZIDAS EM CATIVEIRO, qual foi a parte que não percebeu?
2- Já alguma viu alguém a falar na generalidade? é que parece que não...
Porque não vai à América do SUl de viagem e não tráz uma quantas araras para pôr em sua casa, acho que também fazia muito bem, sem dúvida.
3- ups, esse é você...
dangabanimals.blogspot.com
Daniel Castro
***
 
Mensagens: 128
Registado: domingo, 24/jun/2012, 10:40

Re: Criar melro

Mensagempor yeSh » quarta, 29/mai/2013, 22:06

Daniel Castro Escreveu:1- SÃO AVES NASCIDAS, CRIADAS E REPRODUZIDAS EM CATIVEIRO, qual foi a parte que não percebeu?
2- Já alguma viu alguém a falar na generalidade? é que parece que não...
Porque não vai à América do SUl de viagem e não tráz uma quantas araras para pôr em sua casa, acho que também fazia muito bem, sem dúvida.
3- ups, esse é você...


1- no caso do melro poderia ser nascida no ninho e viver em cativeiro para iniciar um processo reprodutivo

3- exatamente claro que sou por isso é que ao fim de 20 e tal anos de ter aves e nunca as ter tido em gaiolas ( sempre tive aves à solta em casa desde pequeno) so agora ir começar a criar uma ave que aprecio muito (roseicolli)
Avatar do Utilizador
yeSh
****
 
Idade: 31
Mensagens: 319
Registado: quinta, 07/mar/2013, 00:08
Localização: Setúbal

Re: Criar melro

Mensagempor Gustavo Figueiredo » quarta, 29/mai/2013, 22:39

yeSh Escreveu:
Daniel Castro Escreveu:1- SÃO AVES NASCIDAS, CRIADAS E REPRODUZIDAS EM CATIVEIRO, qual foi a parte que não percebeu?
2- Já alguma viu alguém a falar na generalidade? é que parece que não...
Porque não vai à América do SUl de viagem e não tráz uma quantas araras para pôr em sua casa, acho que também fazia muito bem, sem dúvida.
3- ups, esse é você...


1- no caso do melro poderia ser nascida no ninho e viver em cativeiro para iniciar um processo reprodutivo

3- exatamente claro que sou por isso é que ao fim de 20 e tal anos de ter aves e nunca as ter tido em gaiolas ( sempre tive aves à solta em casa desde pequeno) so agora ir começar a criar uma ave que aprecio muito (roseicolli)



Aqui, poder até podia criar em cativeiro se a ave selvagem se habitua-se. O problema é que continuava a ser ilegal. Mas, aí dizia que a ave era criada em cativeiro e que tinha anilha, aqui as coisas já se compunham, o problema é que quando faz o registo tem de mencionar a origem dos progenitores e quando fosse dizer que eram selvagens ou que não tinha qualquer maneira de comprovar que eram de cativeiro, ficava tudo estragado... Portanto é sempre pescadinha de rabo na boca,
A quando dizer que todos ganhamos e queremos é ganhar dinheiro com os passarinhos que criamos em cativeiro, saliento que nem todos são farinha do mesmo saco: já vi criadores com 50 casais de Goulds e 200 de bengalins com o único proveito de faturar, faturar e faturar sem qualquer respeito as aves como também conheço aqueles que criam por gosto e de expor em eventos que nem um passarinho vendem.
Aqueles que gostam de vir "arrotar" umas bacoradas e que dizem não há mal nenhum criar aves selvagens, desafio a deixar aqui a morada e contato que depois eu mando lá o ICN ir bater á porta.
Gustavo Figueiredo
****
 
Idade: 41
Mensagens: 416
Registado: sexta, 06/nov/2009, 19:44
Localização: Lisboa

Re: Criar melro

Mensagempor yeSh » quarta, 29/mai/2013, 23:16

Concordo plenamente mas pronto tenho imensa pena de não poder avançar com a criação mas ok é da maneira que me vou concentrar mais na minha nova etapa de criação ( de aves legais :p )
Avatar do Utilizador
yeSh
****
 
Idade: 31
Mensagens: 319
Registado: quinta, 07/mar/2013, 00:08
Localização: Setúbal

Re: Criar melro

Mensagempor miguelsilva » quinta, 30/mai/2013, 02:30

Em primeiro lugar, gostaria de salientar que penso que o decorrer deste tópico é interessante e importante, pois permite uma discussão num âmbito bem mais geral que este caso particular de retirar, ou não, o melro do ninho. Por isto, seria bom que não optassem por partir para a troca de insultos mas sim para a contribuição da discussão e da troca de ideias.

Eu não sou nem perto de um criador, sou somente um amante de aves. Já tive algumas aves no passado mas tive que desistir por motivos profissionais. Atualmente, estou a recomeçar e tenho apenas 1 casal de canários + 1 casal de diamantes de gould + 1 periquito.

Estas aves, como todos sabemos, derivam de imensas gerações de domesticação e, por isso, o alojamento que lhes proporcionamos são o seu "habitat natural". Mas, não podemos ser hipócritas ao ponto de não assumirmos que, apesar de tal mansidão e do prazer ou finalidade com que cada um as tem, em dada altura e em dado lugar, os antepassados destas foram arrancadas da natureza e domesticados ao ponto de se conseguirem reproduzir em cativeiro, certamente, à custa de muitas mortes.

Se o "mundo começasse hoje" e nenhuma ave tivesse sido ainda domesticada, como estaríamos??? Certamente tristes por não podermos criar/ter as aves que hoje temos à disposição, domesticadas, e que já consideramos como parte integrante das nossas vidas. Provavelmente, todas as pessoas que atualmente têm aves domesticadas em casa, veria a possibilidade de captura (para fins de domesticação) com outros olhos.

Relativamente a este assunto, a minha opinião é de que a captura de aves deve ser ilegal com o objetivo de que, não se pode permitir que qualquer um capture as aves que entende, nas quantidades que entende.

Mas como já referi anteriormente, consigo compreender (embora não concorde) uma pessoa que goste de pintassilgos e que capture 3 ou 4 para os ter em casa e que se esforce para lhes dar as melhores condições possiveis e adequadas. Mas, ficaria muito mais satisfeito, se essa pessoa conseguisse comprá-los através de criadores que as conseguiram criar em cativeiro o que, devido à legalização de posse destas aves desde que criadas em cativeiro, daqui a uns anos será possível por preços não exorbitantes como os que são praticados hoje. Aliás, qualquer pessoa que goste realmente de aves preferiria ter uns pintassilgos mansos e domesticados do que capturá-los e ter que os ver a atirarem-se constantemente contra as grades de uma qualquer gaiola.

Se as aves selvagens que habitam o nosso país já se conseguem reproduzir em cativeiro (eventualmente há algumas gerações) e se há custa dessa reprodução, é possível diminuir o número de capturas, principalmente as capturas aos milhares para venda de algumas dezenas ou centenas (tirando as que morrem), então penso que o caminho é por aí, é válido, e como já foi dito anteriormente, também constribuirá para a garantia da continuidade das espécies e para a redução de algumas capturas que são autênticos atentados ambientais.


Voltando ao caso do ninho de melros, caro yeSh, espero sinceramente que o seu roseicolli, daqui a uns tempos não fique com o bico amarelo...
miguelsilva
***
 
Mensagens: 66
Registado: segunda, 20/mai/2013, 16:52

Re: Criar melro

Mensagempor yeSh » quinta, 30/mai/2013, 08:32

Não ficará com o bico amarelo com certeza porque eu próprio subscrevo a sua opinião sobre o assunto, mas fiquei com a ideia de que existem pessoas contra criação por não ser lucrativo, como são aves que sujam muito e sem outras cores
Porque por princípio também podia ter sido uma ave a ser criada em cativeiro, mas ok a descriminação também chega a estes temas, o ser humano é tramado.
Avatar do Utilizador
yeSh
****
 
Idade: 31
Mensagens: 319
Registado: quinta, 07/mar/2013, 00:08
Localização: Setúbal

Re: Criar melro

Mensagempor AvilandiaPT » quinta, 30/mai/2013, 09:19

Olá,

Estes temas dão sempre pano para mangas. Infelizmente também são daqueles em que é muito fácil extremar opiniões e vir mandar achas para a fogueira, mesmo quando não se sabe bem do que se está a falar.

Se o tema tivesse aparecido há uns anos, secalhar a minha opinião em relação a capturar 1-2 aves para meter a criar em cativeiro era diferente. Fiz isso com várias espécies, incluindo melros. Umas criaram, outras nem por isso. O que mudou é que na altura, qualquer que fosse a ave indígena era proibida em Portugal mas permitida na generalidade dos paises da UE. Hoje é possível ter estas aves legalmente e portanto existe a opção de o fazer legalmente ou ilegalmente.
E é nessa parte que quem não sabe do que está a falar devia estar calado. O processo não é nem foi perfeito mas alguns de nós fizemos (e continuamos a fazer) algo para que isso fosse mudado, seja divulgando a actividade como conhecimentos e experiências, para estarmos aqui a ter de aturar acusações de "falsos moralismos" ou ironias de que os outros "sabem muito", vindas de quem acabou de aparecer. Curiosamente quando, a seguir, vêm perguntar como se dá uma papa, precisamente à espera que esses que "sabem muito" ajudem??

As aves criadas em cativeiro são caras? Acham mesmo? Depende do ponto de vista, tentem criar algumas dessas espécies e depois falamos... Criem essas espécies a sério e depois falamos... É que esse "estudar e aprender" é realmente o principio, mas enquanto se "estuda e aprende" há muito trabalho e fracasso pelo caminho. Salvo raras excepções os sucessos vêm a seguir.
Eu segui e estive ligado a esse processo de alteração legislativa e sou muito critico da forma como funciona o registo de criadores, dos valores envolvidos e de alguns outros aspectos. Mas a possibilidade existe e isso é positivo. Apesar disso, continuo a ser favorável à captura controlada uma vez que isso é essencial para manter populações em cativeiro de algumas espécies que ainda não estão devidamente estabilizadas. "Controlada" aqui significa mais do que controlar números, significa também "controlar" o seu destino e o que é feito com essas aves (no caso).

Em relação à "legitimidade" de no ano 1500 e troca o passo se terem capturado aves, nisso têm toda a razão. Mas também se faziam outras práticas incluindo capturar pessoas para criar "em cativeiro". A questão não deve ser o que se fez no passado mas como conciliar o presente e futuro dos criadores (que querem ter as aves) com a preservação das espécies. E nisso quanto mais se criar em cativeiro menos motivos há para continuar a capturar e mais baratas se tornam. Ninguém vai extinguir melros por se apanharem umas centenas ou milhares para meter numa gaiola a cantar. Aliás, ainda recentemente esteve para ser aberta a caça ao melro. Antes disso existem problemas de conservação de habitats, uso de pesticidas e adaptação a áreas urbanas (que os melros até fazem bem).
Não é pelo lado de podermos um dia abrir todas as gaiolas do mundo e salvar as espécies da extinção. Essa é uma ideia "romântica" do papel dos criadores mas que na verdade só se aplica a um grupo muito restrito de espécies e de criadores a sério. A reintrodução de animais é muito mais complexa.

Não capturar é uma questão de principio, porque se isso é permitido a qualquer um com melros, então é dificil de justificar e controlar que não seja permitido a qualquer um com outras espécies.

Cumps.
Ricardo M.
ImagemImagemImagem
Avatar do Utilizador
AvilandiaPT
*****
 
Mensagens: 1001
Registado: domingo, 15/Oct/2006, 08:26
Localização: Benavente - PORTUGAL

Re: Criar melro

Mensagempor ashwinder » segunda, 05/jan/2015, 18:25

Ola a todos.
Antes de mais peço desculpa por desenterrar este topico, mas hoje tive tempo para andar por aqui. É talvez o topico mais interessante que li neste forum. E entao vou deixar a minha opiniao:
Na aldeia onde moro todos nos iamos aos ninhos, apanhavamos passaros com visgo etc, eramos crianças. Criei tantos melros que lhe perdi a conta. A comida para eles comprava em qualquer supermercado, comida mesmo para melros, com um melro desenhado na frente do pacote. Acabava por solta-los sempre porque nao acho que um melro se adapte a gaiolas. Muitos ou a maior parte eram melros que caíam dos ninhos. Tambem criei gaios e pegas no entanto nunca tirei nenhum de ninhos. Cheguei a tirar dos ninhos pintassilgos , verdelhoes mas era para ter 3 ou 4 e duravam anos. Recordo.me ainda da epoca em que iamos aos passaros com pressoes de ar, havia pessoas que matavam melros. Ainda ontem um primo meu vinha da caça e matou 21 tordos, foi o campeao de ontem, mas os colegas dele todos juntos traziam uns 50. Lamentam-se cada vez mais que ha poucos. No entanto é legal.

Entao a minha opiniao é:

Quem concorda em fechar um passaro numa gaiola devia concordar que a especie presa é indiferente, pois todos os passaros sao selvagens.
Toda a fauna europeia deverial ser legal desde que nao metesse em risco a extincao das expecies
Capturar tem muito que debater, no entant nao concordo. Ainda ha pouco tempo tinha um ninho no quintal, os gatos pregaram com o ninho no chao e mataram uma cria. Cheguei a tempo e salvei 3. Criei à mao e soltei porque é ilegal ter. Mas se tivesse seguido à risca a lei tinham morrido todos.

Resumindo, actualmente apenas tenho um bico de lacre ilegal, mas nao tenho qualquer outro apenas porque nao quero, no entanto nao concordo que se mexa em ninhos
ashwinder
*****
 
Mensagens: 693
Registado: domingo, 23/nov/2014, 15:30

Anterior

Voltar para Insectívoros

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante