Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Aves cuja alimentação base são os insectos (ex: Rouxinol)

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor NFF » terça, 04/set/2012, 12:05

Bom dia

O termo de espécie invasora, penso eu, só será aplicado se a espécie em causa tiver impacto na fauna/flora autóctone.

"Uma espécie é considerada invasora se o seu estabelecimento percorre as seguintes etapas:
A espécie é introduzida por acção humana, propositada (por exemplo, para cultura), ou acidental (por exemplo, agarrada aos cascos de navios), numa determinada região ou localização onde antes não ocorria naturalmente (ou seja, não é nativa);
A espécie estabelece uma população reprodutora nesse local sem mais intervenção humana;
A espécie torna-se uma praga nessa nova localização, ameaçando a biodiversidade local. "

Pode acontecer que uma espécie não autoctone se adapte e não seja considerada invasora!

Por exemplo existe uma lista de espécies invasoras em Portugal, em que só as que estão assinaladas com uma cruz é constam como invasoras no DL 565/99. As outras são, como diz em baixo, assim consideradas pelos investigadores.

Deixo aqui também um link que achei interessante, embora confesso que só o li "na transversal": http://www.triplov.com/matias/ .

Cumprimentos

"Esta é uma lista de espécies invasoras em Portugal. As espécies assinaladas com uma cruz (†) têm estatuto legal de invasora (Decreto-Lei n.º 565/99 de 21 de Dezembro). As restantes são consideradas invasoras por investigadores em Portugal. Os dados relativos às Aves constam em: Matias, R. 2002. "Aves Exóticas que Nidificam em Portugal Continental". Ed. do Instituto de Conservação da Natureza. Lisboa. 110pp.[1]

1 Invertebrados
2 Anfíbios
3 Peixes
4 Aves
5 Plantas
6 Ligações externas

[editar] Invertebrados† Caranguejo-peludo-chinês - Eriocheir sinensis
† Lagostim-vermelho - Procambarus clarkii
Amêijoa asiática - Corbicula fluminea
[editar] AnfíbiosXenopus laevis - Rã-de-unhas-africana
[editar] Peixes† Gambusia holbrooki - Gambúsia
† Lepomis gibbosus - Perca-sol
† Carassius auratus - Peixe-vermelho
Cichlasoma facetum - Chanchito
† Cyprinus carpio - Carpa
Esox lucius - Lúcio
Fundulus heteroclitus - Fúndulo
† Micropterus salmoides - Achigã
[editar] AvesFamília Phasianidae

francolim-negro - Francolinus francolinus
faisão-resplandecente - Lophophorus impejanus
faisão - Phasianus colchicus
Família Anatidae

cisne-negro - Cygnus atratus
pato-ferrão - Plectropterus gambensis
ganso-do-índico - Anser indicus
pato-de-rabo-alçado-americano - Oxyura jamaicensis
ganso-do-egipto - Alopochen aegyptiacus
Família Psittacidae

cacatua-de-goffin - Cacatua goffini
caturra - Nymphicus hollandicus
periquito-comum - Melopsittacus undulatus
papagaio-escarlate - Eos bornea
papagaio-cinzento - Psittacus erithacus
periquito-de-colar - Psittacula krameri
periquito-monge - Myiopsitta monachus
periquito-da-guiné - Poicephalus senegalus
araras - Ara sp.
periquitão-de-cabeça-azul - Aratinga acuticaudata
periquito-de-cabeça-preta - Nandayus nenday
papagaio-da-patagónia - Cyanollseus patagonus
Família Columbidae

rola-do-senegal - Streptopelia senegalensis
rola-doméstica - Streptopelia roseogrisea var. domestica ("s. risoria")
rolinha-de-mascarilha - Oena capensis
rolinha-americana - Columbina passerina
Família Pelecanidae

pelicano-branco - Pelecanus onocrotalus
Família Ciconiidae

cegonha-de-bico-amarelo - Mycteria ibis
marabu-africano - Leptoptilos crumeniferus
Família Threskiornithidae

íbis-sagrado - Threskiornis aethiopicus
Família Sturnidae

estorninhos-metálicos - Lamprotornis sp.
mainá - Acridotheres tristis
mainá-de-crista - Acridotheres cristatellus
Família Timaliidae

rouxinol-do-japão - leiothrix lutea
zaragateiro-de-crista-branca - garrulax leucolophus
Família Ploceidae

tecelão-mascarado - Ploceus velatus
tecelão-de-dorso-malhado - Ploceus cucullatus
tecelão-de-cabeça-preta - Ploceus melanocephalus
pardal-de-bico-vermelho - Quelea quelea
Viúva-de-colar-vermelho ou viúva-negra - Euplectes ardens
viúva-de-manto-amarelo - Euplectes macrourus
viúva-rabilonga - Euplectes progne
bispo-de-coroa-amarela - Euplectes afer
bispo-vermelho-de-asa negra - Euplectes hordeaceus
bispo-laranja - Euplectes franciscanus
bispo-vermelho - Euplectes orix
Família Estrildidae

peito-celeste-de-face-carmim - Uraeginthus bengalus
bico-de-lacre-cinzento - Estrilda caerulescens
faces-laranja - Estrilda melpoda
bico-de-lacre-de-uropígio-vermelho - Estrilda rhodopyga
bico-de-lacre-de-cauda-preta - Estrilda troglodytes
bico-de-lacre - Estrilda astrild
bengali-vermelho - Amandava amandava
ventre-laranja - Amandava subflava
mandarim - Taeniopygia guttata
bico-de-chumbo-africano - Lonchura cantans
bico-de-chumbo-malhado - Lonchura punctulata
bico-de-chumbo-de-cabeça-preta - Lonchura malacca
bico-de-chumbo-de-cabeça-branca - Lonchura maja
pardal-de-java - Padda oryzivora
degolado - Amadina fasciata
Família Viduidae

viúva-rabo-de-palha - Vidua fischeri
viúva-cauda-de-alfinete - Vidua macroura
Família Fringillidae

canário - Serinus canaria
[editar] Plantas
Jacinto-de-água Eichhornia crassipes
Erva-das-pampas crescendo subespontânea em LisboaAcacia baileyana F.Muell
† Acacia cyanophylla Lindley (=Acacia saligna (Labill.) H.L.Wendl.)
Acacia cyclops A.Cunn. ex G.Don
† Acacia dealbata Link. - Mimosa
Acacia decurrens (J.C.Wendl) Willd.
† Acacia karroo Hayne - Acácia
† Acacia longifolia (Andrews) Willd. - Acácia-de-espigas
† Acacia mearnsii DeWild. - Acácia-negra
† Acacia melanoxylon R.Br. - Austrália
† Acacia pycnantha
† Acacia retinodes Schlecht
Agave americana L. - Piteira
† Ailanthus altissima (Miller) Swingle - Espanta-lobos, Árvore-do-céu
Albizia lophanta (Willd.) Nielsen (=Paraserianthes lophanta (Willd.) Benth) - Albízia
† Arctotheca calendula (L.) Levins - Erva-gorda
Arundo donax L. - Cana
† Azolla caroliniana Willd. - Azola
† Azolla filiculoides Lam. - Azola
† Carpobrotus edulis (L.)N.E.Br. - Chorão-das-praias
† Conyza bonariensis (L.) Cronq. - Avoadinha-peluda
Cortaderia selloana (J.A. & J.H. Schultes) Aschers & Graebner - Erva-das-pampas
† Datura stramonium L. - Figueira-do-inferno
† Eichhornia crassipes (C.R.P..Mart.) Solms. Laub. - Jacinto-de-água
† Elodea canadensis Mich. - Estrume-novo
† Erigeron karvinskianus DC. - Vitadínia-das-floristas
† Eryngium pandanifolium Cham. & Schlecht
† Galinsoga parviflora Cav. - Erva-da-moda
† Hakea salicifolia (Vent.) B.L.Burtt - Háquia-folhas-de-salgueiro
† Hakea sericea Schrader - Háquia-picante
† Ipomoea acuminata (Vahl.) Roemer & Schultes
Lantana camara L. - Lantana
Myoporum tenuifolium G.Forster
† Myriophyllum brasiliensis Camb. - Pinheirinho-de-água
Nicotiana glauca R.C.Grah.
Opuntia ficus-indica (L.) Miller - Figueira da Índia
† Oxalis pes-caprae L. - Azedas
Pittosporum undulatum Vent. - Pitósporo-ondulado, Árvore-do-incenso, Incenso ou Faia-do-norte
Reynoutria japonica Houtt.
Ricinus communis L. - Rícino
† Robinia pseudoacacia L. - Falsa-acácia
Salvinia molesta
† Senecio bicolor (Willd.) Tod. subsp. cinerea (DC.) Chater
Sesbania punicea (Cav.) Benth.
Spartina densiflora Brongn.
† Trandescantia fluminensis Velloso - Erva-da-fortuna, Tradescância "
NFF
***
 
Mensagens: 173
Registado: domingo, 18/jul/2010, 17:08

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor lfcarvalho » terça, 04/set/2012, 15:02

Aqui está uma resposta penso que esclarecedora!

"O termo de espécie invasora, penso eu, só será aplicado se a espécie em causa tiver impacto na fauna/flora autóctone."
Concordo!!!
lfcarvalho
 
Mensagens: 9
Registado: sábado, 01/set/2012, 12:58

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor Gustavo Figueiredo » terça, 04/set/2012, 22:29

lfcarvalho Escreveu:Aqui está uma resposta penso que esclarecedora!

"O termo de espécie invasora, penso eu, só será aplicado se a espécie em causa tiver impacto na fauna/flora autóctone."
Concordo!!!



E não tem??
Quando se pode considerar que a especie se tornou invasora??
Quantas especies já estarão em extinção ou em risco de extinção até se considerar especie invasora??
Na minha opinião não há grandes estudos e acompanhamentos sobre estas situações e quando se vai realmente avaliar os estragos, para algumas especies já e tarde.
Como aqui alguem disse, em vez de 1000 melros, podemos ter 550 rouxinóis e 500 melros.
Se assim fosse era tudo tão simples, não??
Mas, infelizmente não é bem assim...


Cumps
Gustavo
Gustavo Figueiredo
****
 
Idade: 41
Mensagens: 416
Registado: sexta, 06/nov/2009, 19:44
Localização: Lisboa

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor borllock » terça, 04/set/2012, 23:02

POis, se ainda fossem aves que fossem competir com os pardais que são uma praga, eu por exemplo na zona onde moro sou capaz de ver num dia 100 pardais, um único melro, se for á cidade dezenas de pombas (muitas devem ter doenças), para ver verdilhões ou bicos de lacre é preciso ir para os campos e apanhar um dia de sorte para os ver. Por exemplo nunca vi um pintassilgo em liberdade na minha zona
Cumprimentos,
José Jesus

Porto - Penafiel

Visitem: https://placeofbirds.wordpress.com/
borllock
Site Admin
 
Mensagens: 3571
Registado: domingo, 01/jul/2012, 16:23

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor Rayana » sexta, 07/set/2012, 14:16

Curioso... muito curioso.

Vivo na Lousã; agora ao ler este tópico fui verificar no youtube o característico canto destas aves.
http://www.youtube.com/watch?v=O5HpXAQGM8U

Lembro-me de ouvir exactamente este canto, há uns 3 ou 4 anos, quando vinha do autocarro e voltava das aulas da faculdade.

Era sempre no horário entre as 18h00 e as 20h00, no lusco-fusco, quando não era nem dia nem noite. Passava ao lado da escola EB 2+3 da Lousã e ouvia sempre. Sempre me chamou a atenção, porque era um canto bonito, não conhecia, e vinha das árvores que estão na via pública, não dos prédios que estão ao lado e onde eventualmente pudesse estar uma gaiola onde estivessem aos cuidados de alguém. :D Suspeitei tratar-se de um rounixol porque conheço a simbologia da ave no cenário do Romantismo literário, e que era adorado por cantar nesta altura do dia, mas o canto era tão diferente do rounixol comum...
Fantástico descobrir agora de que ave se trata!

Tenho uma amiga que tinha um viveiro. Uma vez, o filho dela achou que as aves deveriam estar em liberdade e abriu a gaiola; para grande desgosto dos pais, libertou todos os pássaros que lá estavam (pombos, mandarins, canários, codornizes, bastantes aves mesmo e algumas ainda não sei identificar).
Ler isto fez-me ficar optimista quanto ao futuro de algumas delas...
Avatar do Utilizador
Rayana
 
Idade: 31
Mensagens: 4
Registado: domingo, 17/jun/2012, 19:56

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor lfcarvalho » sexta, 07/set/2012, 14:41

Onde vi vários Rouxinóis foi perto da Aldeia de xisto de Gondramaz, não sei se conhece...?
lfcarvalho
 
Mensagens: 9
Registado: sábado, 01/set/2012, 12:58

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor Lcrespo » sexta, 07/set/2012, 17:02

Rayana Escreveu:Curioso... muito curioso.

Vivo na Lousã; agora ao ler este tópico fui verificar no youtube o característico canto destas aves.
http://www.youtube.com/watch?v=O5HpXAQGM8U

Lembro-me de ouvir exactamente este canto, há uns 3 ou 4 anos, quando vinha do autocarro e voltava das aulas da faculdade.

Era sempre no horário entre as 18h00 e as 20h00, no lusco-fusco, quando não era nem dia nem noite. Passava ao lado da escola EB 2+3 da Lousã e ouvia sempre. Sempre me chamou a atenção, porque era um canto bonito, não conhecia, e vinha das árvores que estão na via pública, não dos prédios que estão ao lado e onde eventualmente pudesse estar uma gaiola onde estivessem aos cuidados de alguém. :D Suspeitei tratar-se de um rounixol porque conheço a simbologia da ave no cenário do Romantismo literário, e que era adorado por cantar nesta altura do dia, mas o canto era tão diferente do rounixol comum...
Fantástico descobrir agora de que ave se trata!


O que tu ouviste podia ser um rouxinol do japão mas como não os visualizas-tes podia ser aves da nossa fauna que tem um canto muito bonito e parecido caso do pisco e da toutinegra de barrete preto. Nada melhor que um passeio de bicicleta ao fim da tarde para ver se ainda andam por lá os ditos rouxinois do japão. :mrgreen:

Cumps
Luis
Lcrespo
***
 
Mensagens: 133
Registado: domingo, 19/dez/2010, 20:14
Localização: Coimbra

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor Rayana » sexta, 07/set/2012, 21:19

Lcrespo Escreveu:O que tu ouviste podia ser um rouxinol do japão mas como não os visualizas-tes podia ser aves da nossa fauna que tem um canto muito bonito e parecido caso do pisco e da toutinegra de barrete preto. Nada melhor que um passeio de bicicleta ao fim da tarde para ver se ainda andam por lá os ditos rouxinois do japão. :mrgreen:

Cumps
Luis

Realmente sou demasiado leiga para poder afirmar, ainda mais, se não é comum ver estas aves à solta por aí; mas não fosse isso, quase podia afirmar! Vivo mesmo ao lado do lugar em questão e nunca mais ouvi... mas também deixei de passar tanto por lá. Antes, era todos os dias, até gostava de passar mais devagar por lá lol! :D
Gostava mesmo de ouvir outra vez.

lfcarvalho Escreveu:Onde vi vários Rouxinóis foi perto da Aldeia de xisto de Gondramaz, não sei se conhece...?

Fica para os lados de Miranda então; Gondramaz, que me lembre, nunca lá fui. Só visitei mesmo a zona do Talasnal, Casal Novo, Vaqueirinho... Mas fiquei curiosa!
Avatar do Utilizador
Rayana
 
Idade: 31
Mensagens: 4
Registado: domingo, 17/jun/2012, 19:56

Re: Rouxinóis do Japão em liberdade em Portugal!!!

Mensagempor lfcarvalho » sábado, 08/set/2012, 15:56

Exactamente, do lado de Miranda do Corvo :)
lfcarvalho
 
Mensagens: 9
Registado: sábado, 01/set/2012, 12:58

Anterior

Voltar para Insectívoros

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante