francisco230
***
Mensagens: 122
Registado: domingo, 11/abr/2010, 20:56

urgente - pardal

segunda, 03/mai/2010, 17:20

Olá a todos!
Eu hoje apanhei um pardal. é um filhote que deve ter caido do ninho e eu não sei que fazer. ele treme e eu pus um candeeiro para ele se aquecer.
como é que eu lhe devo dar comida? :?
ajudem-me! :cry:
obrigado

Avatar do Utilizador
pinttas
***
Mensagens: 195
Registado: quinta, 22/abr/2010, 20:51

Re: urgente - pardal

segunda, 03/mai/2010, 18:17

Boas,
Não sei se terá papa de criar à mão em casa, se tiver, dê-lhe, senão, acho que pode dar-lhe um empapado de cerelac. As aves não são animais de se alimentarem à base de lacticínios, mas sei que muita gente cria pardais e outros com a papa cerelac (dos bebés) e até se dão bem! Entre ficar a vê-lo morrer ou arriscar, era o que eu faria :wink: E mantê-lo quente, sensivelmente à temperatura do nosso corpo (se não tiver penas), se já tiver empenado, creio que basta uma caixinha com algo quente tipo jornal às tirinhas, ou um cachecol velho, etc. Se ele aceitar bem a papa, dê-lhe também uma gotinha de água no bico (2ou3xdia). Nunca se sabe....! Já criei um andorinhão assim, de pequeno, até vê-lo voar foi quase 1 mês :D
Cumprimentos,
Mario

francisco230
***
Mensagens: 122
Registado: domingo, 11/abr/2010, 20:56

Re: urgente - pardal

segunda, 03/mai/2010, 20:21

pois o pardal que eu encontrei esta com penas mas ainda não tem todas. quanto á papa eu tenho o problema é faz-ela. eu ponho papa num recipiente e junto papa e depois dou-lhe será que assim é a maneira mais correta?
cumprimentos

Avatar do Utilizador
pinttas
***
Mensagens: 195
Registado: quinta, 22/abr/2010, 20:51

Re: urgente - pardal

segunda, 03/mai/2010, 21:23

ponho papa num recipiente e junto papa e depois dou-lhe
...
Fiquei sem perceber o que quis dizer com isto, e também não percebi que papa é que tem, é de criar à mão, ou cerelac?
Qualquer uma delas, tem de misturar com água até ficar com consistência, sem ser líquida e também não sendo grossa, encher uma seringa ou uma palhinha cortada transversalmente (de forma a ficar em concha ao longo da palhinha) e dando-lhe no bico, um pouco de cada vez, esperando que engula.
Cumprimentos,
Mario

Voltar para “Outras Aves”